Audiência Pública apresenta dados da Saúde de Búzios

Dados da Saúde de Búzios, referentes aos meses de janeiro a abril de 2020, foram apresentados na audiência pública de prestação de contas do município, realizada sexta-feira,dia 29, na Câmara Municipal.

Os representantes do Poder Executivo foram a Secretária Municipal de Saúde Grazielle Alves Ramalho, a agente administrativa da pasta Dayse Maria Nunes e Danilo da coordenação de Vigilância em Saúde. O vereador Dida Gabarito presidiu a audiência.

Conforme o relatório, as despesas com a Saúde no primeiro quadrimestre de 2020 totalizou R$26.313.568,02, sendo as maiores despesas com pessoal R$15.693.323,86; outros serviços de terceiros – pessoa jurídica R$4.037.366,69; despesas de exercícios anteriores R$3.582.676,10 e material de consumo R$2.922.017,44. Os recursos próprios aplicados na Saúde nesse período foi de R$15.481.598,01. Já o repasse fundo a fundo do Ministério da Saúde para combate ao Coronavírus (COVID-19) foi de R$198.730,01 no 1º quadrimestre de 2020, de acordo com o relatório.

No período não foi realizada nenhuma auditoria do SUS. O relatório também apresenta a oferta e produção de serviços públicos na rede assistencial própria, contratada e conveniada, com os indicadores de saúde da população em seu âmbito de atuação. (Assista: https://bit.ly/2XSunfH )

Os indicadores de internação apontam que o maior número de internações no Hospital de Búzios no quadrimestre foi de gravidez. O quantitativo de nascidos vivos em janeiro foi 49; 55 em fevereiro, 74 em março e 49 em abril.

Já o quantitativo de óbitos no município, de janeiro a abril deste ano, totalizou 88, sendo 32 em janeiro; 22 em fevereiro, 26 em março e 18 em abril. Nesse relatório não foram especificadas as causas das mortes no período.

A participação popular na audiência pública se deu virtualmente, com abertura de perguntas online. Sobre o número de testes de Coronavírus realizados até aquele momento (dia 29/05); o coordenador de Vigilância em Saúde respondeu que foram 500 testes RT-PCR e cerca de 45 testes rápidos. Os testes só estão sendo realizados com indicação médica.

“Existem dois tipos de testes disponíveis na rede. Um é da tecnologia RT-PCR, que necessita uma estrutura diferenciada, por isso a gente realiza esse exame com auxílio do estado do Rio de Janeiro. E tem também o teste rápido. Conforme norma técnica do Ministério de Saúde, neste momento o teste rápido está indicado para profissionais da saúde, idosos e demais grupos de risco”, explicou.

Danilo orientou a população que estiver com sintomas de gripe a dar preferência a atendimentos nas unidades de saúde dos bairros.

“Hoje todas a unidades básicas e policlínicas estão bem estruturadas com exame de imagem, exames específicos para Coronavírus e todo o suporte para atender o cidadão no bairro, evitando que disperse o vírus ao tentar atendimento em outros locais”.

O coordenador da Vigilância em Saúde também enfatizou a importância de se respeitar a recomendações médicas de isolamento domiciliar, quando assim o for orientado.

“Existem pessoas que estão desrespeitando a conduta sanitária. A pessoa está sendo orientada a ficar em casa durante o período da transmissão, que é de 18 dias. Então é muito importante permanecer em casa pelo menos os 14 dias recomendados pelo médico,senão a incidência de casos irá aumentar”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here