CPI da Alerj sobre o Hospital da Mulher ouve população de Cabo Frio

A CPI instaurada pela Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) para investigar mortes de bebês no Hospital da Mulher de Cabo Frio,  esteve na cidade nesta segunda-feira, dia 17, e ouviu a população sobre a unidade.

De acordo com a deputada Renata Souza (Psol), presidente da CPI, a comissão foi até a cidade para facilitar a mobilidade dos gestores públicos, do poder executivo e dos vereadores.

Ainda segundo a parlamentar, nenhum representante da Prefeitura e da Câmara de Vereadores compareceu à reunião.

A presidente Renata Souza (PSOL) esclarece sobre o papel e resultados da Comissão em Cabo Frio

Segundo a presidente da CPI, cerca de 100 pessoas, entre elas mães que perderam filhos no hospital, participaram da audiência e levaram relatos sobre o cotidiano da saúde e sobre o Hospital da Mulher.

“A gente já tá caminhando para o final. Contamos com a ajuda da Deam, que está fazendo seu papel fundamental de investigação, mas a gente precisa dar corpo para toda essa investigação que a CPI fez até agora. Sem dúvida nenhuma a gente pretende responsabilizar quem de fato tem alguma iniciativa que levou aos óbitos dos bebês e recém-nascidos no Hospital da Mulher”, explicou Renata.

A Prefeitura de Cabo Frio informou por meio de nota que não foi comunicada oficialmente ou convidada para o evento.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here