Educação de Arraial do Cabo faz campanha contra o “Desafio da Rasteira”

Uma brincadeira perigosa e que pode levar até a morte. Assim está sendo classificado o “desafio da rasteira” ou “quebra-crânio”, que viralizou nas redes sociais, onde duas pessoas pedem a uma terceira para pular e, quando a pessoa está no ar, é derrubada com uma rasteira.

Uma menina de 16 anos morreu em Mossoró, no Rio Grande do Norte, após bater com a cabeça durante o desafio. Pensando em alertar pais e alunos, a Secretaria de Educação, Cultura, Ciência e Tecnologia de Arraial do Cabo, está lançando uma campanha para evitar que outros acidentes aconteçam.

Os alunos da rede municipal gravaram uma versão criativa, onde ao invés da rasteira, cartazes completam a seguinte frase: “Isso não é brincadeira. Diga não ao desafio da rasteira”.

Os funcionários também estarão indo as salas de aula para alertar os estudantes, fazendo um trabalho de conscientização, além de orientar os pais para que as crianças e jovens não façam o desafio em casa.

Segundo especialistas o tombo pode causar lesões na coluna, deixando a pessoa paraplégica, tetraplégica e ainda pode causar um traumatismo craniano e derrame, o que pode levar a morte.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here