Educação de Cabo Frio aprova, por unanimidade, manutenção da greve

 

Os profissionais da Educação de Cabo Frio aprovaram, agora à noite, a manutenção da greve por tempo indeterminado, em assembleia realizada na E.M.Profº Edilson Duarte. A categoria foi unânime.
Mais uma vez o salário da Educação está atrasado. Além de um calendário de pagamentos, os profissionais exigem reposição salarial – que não ocorre desde 2015 – e o pagamento de vários direitos que estão sendo negados, como: triênios, enquadramentos, isonomia e insalubridade.
No início da assembleia foi dado o informe de que o governo antecipou a audiência com o SepeLagos e representantes de base para quinta-feira, dia 16 de maio, às 16h.

A assembleia fez as seguintes deliberações:
– manutenção da greve por unanimidade;
– ato em frente à prefeitura, dia 16, quinta-feira, às 15h;
– assembleia sexta-feira, dia 17, às 18h, no Edilson Duarte;
– criação de cartazes de campanha pela educação de Cabo Frio;
– ir ao Ministério público para apurar sobre toda a verba da Educação e os 27,7% acordados no TAC;
– protocolaço no Ministério Público;
– acionar o jurídico do SEPE sobre a chamada do concurso público de 2009. É necessário a criação de vagas na Educação (isso tem que ser feito através da Câmara Municipal) para complementar a chamada dos aprovados;
– solicitar ao governo que não ocorra desconto de greve em dia de GLP. Havendo desconto, não terá reposição desses dias;
– informar à população que o governo não investe os 27,7% do orçamento na Educação;
– mandar nota sobre o movimento aos diretores de escolas;
– marcar audiência com o novo secretário de administração e reafirmar na pauta a realização de concurso público;
– solicitar resposta do MP sobre as irregularidades do processo seletivo simplificado;
– solicitar que o governo indique o substituto no grupo de trabalho que trata do PCCR;
– estudar, junto ao jurídico do SEPE, a possibilidade de arresto das contas públicas para evitar atraso do pagamento dos servidores;
– reafirmar a participação de todos no ato do dia 15/05, quarta-feira, às 14h, na Praça Porto Rocha, contra a Reforma da Previdência.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here