Escolas de São Pedro da Aldeia estão passando por teste de aceitabilidade da merenda


A Prefeitura de São Pedro da Aldeia está realizando um teste de aceitabilidade da merenda para a introdução de abóbora e abobrinha no cardápio escolar. As nutricionistas da Secretaria de Educação aplicam o teste nas escolas municipais da rede. O resultado do trabalho será divulgado no final da próxima semana.

Foto: Lílian Souza

Nesta terça-feira (26), o teste de aceitabilidade foi realizado nas Escolas Municipais Flonete Alexandrino da Silva, no Poço Fundo; Manoel Moraes da Silva, em Campo Redondo; Paineira, no Balneário; Profª Miriam Alves de Macedo Guimarães, no bairro Fluminense; e Rubem Arruda Câmara, no Morro do Milagre. 

Foto: Lílian Souza

A nutricionista responsável da SEMED, Lívia Carvalho, explicou o processo. “O Teste de Aceitabilidade permite uma avaliação direta dos alunos em relação às preparações oferecidas na merenda escolar. Além de nortear os alimentos que podem ser incluídos no cardápio escolar, ainda temos como vantagem evitar o desperdício na compra de alimentos normalmente rejeitados”, disse.

Foto: Divulgação | SEMED

O teste consiste em uma avaliação de itens da merenda escolar, feita pelos alunos. O procedimento tem o objetivo de determinar o percentual de aceitabilidade satisfatória de um determinado alimento, inserido na merenda escolar servida no dia,  com a finalidade de adequar os cardápios e as preparações, além de variar o cardápio semanal. As nutricionistas participam da iniciativa, levando o material para a realização do teste, urna e papéis de avaliação.

“A partir da observação das nutricionistas responsáveis pelas unidades escolares e de acordo com relatos das merendeiras e diretoras, selecionamos os itens abóbora e abobrinha para serem avaliados neste teste. Até agora os testes vêm ocorrendo com tranquilidade e vem sendo uma atividade prazerosa, tanto para os alunos quanto para a equipe de Nutrição. Faremos um levantamento do resultado do teste nas escolas e a partir disso, iremos retirar ou manter no cardápio, para o próximo ano, os alimentos avaliados”, destacou Lívia Carvalho.  

Foto: Lílian Souza

Durante o teste de aceitabilidade, os alunos da rede municipal provam o alimento e, em uma urna, depositam o voto a favor ou contra a introdução do novo item ao cardápio escolar. A avaliação é feita através de escala hedônica, que tem como opções “Gostei”, “Não Gostei” e “Indiferente”.

Foto: Divulgação | SEMED

Segundo a nutricionista de campo, Marcia Elaine Mota, todo o processo foi feito de forma didática, com os alunos acompanhando a preparação dos alimentos.

“Houve a explicação sobre os legumes e diferença da abóbora e abobrinha e solicitamos a votação. Temos por responsabilidade incentivar as crianças a conhecerem todos os alimentos e, por conta disso, terem a opção de perceber se gostam ou não por meio da degustação. A maioria diz que simplesmente não gosta, mas, muitas vezes, nunca provou”, salientou.

Foto: Lílian Souza

A diretora da Escola M. Rubem Arruda Câmara, no bairro Morro do Milagre, Michelle Calado, destacou a preocupação da Secretaria de Educação, com a questão da aceitabilidade, quando um novo alimento é introduzido na refeição das crianças.

“Muitos não têm o costume de comer legumes, o que a própria Região fornece. A ação não só contribui para agricultura familiar, mas também para saúde das crianças. Não precisamos comer só o que é gostoso, mas também o que é nutritivo, e isso é um hábito que precisamos ter desde pequenos”, afirmou.

Foto: Divulgação | SEMED

A determinação é do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), que visa garantir a alimentação escolar dos estudantes da educação básica matriculados em escolas públicas.

Foto: Lílian Souza 

A aluna do 5º ano da E. M. Rubem Arruda, Ana Luiza Amorin, falou sobre a iniciativa. “Eu achei o teste legal, é sempre bom comer legumes e, incluí-los no cardápio, vai fazer com que os alunos fiquem mais saudáveis. Aprovo a introdução da abóbora e da abobrinha na nossa merenda, inclusive já como em casa”, comentou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here