Falsa juíza é procurada pela Polícia Civil de Cabo Frio

Justiça continua procurando a falsa juíza Andréa Rosângela Marques Pinto que deu golpe em pelo menos 17 pessoas no primeiro semestre de 2018, quando prometia vender cargos de assessores da Justiça Federal de São Pedro mediante o pagamento de R$ 2.000,00 (dois mil reais).

A astúcia da estelionatária foi tamanha que uma renomada loja de roupas femininas no Centro de Cabo Frio quase fechou porque houve pedido de demissão em massa das vendedoras e da gerente, que pagaram o valor para tomar posse nos cargos prometidos.

A justiça expediu mandado de prisão contra a Falsa Juíza, mas ela fugiu de Cabo Frio pouco antes disso. Sabe-se que ela pode ser encontrada nas seguintes cidades: São Gonçalo, Belford Roxo, Itaperuna, e também em Santarém (estado do Pará) onde possui familiares.

A mesma criminosa já foi presa em 2012 como líder de outro golpe milionário aplicado por um grupo de pastores evangélicos que formava uma quadrilha batizada de “Deus tá Vendo”, investigado pela Polícia Civil do Rio Grande do Sul.

O grupo conseguia convencer os fiéis que os veículos custavam menos de 60% do valor de mercado por serem automóveis apreendidos pela Polícia Federal, mas quem comprava não recebia o produto.

Denúncias poderão ser encaminhadas anonimamente para:

126ª Delegacia de Cabo Frio: 22 2648-2699, 2649-7309


Disque Denúncia: 21 2253-1177

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here