“Meus filhos me deram um sentido de estar viva”, diz mãe das crianças atropeladas em Cabo Frio

Na madrugada desta quarta-feira, dia 11, Joyce Espíndola, mãe das crianças mortas atropeladas ontem, no Jardim Esperança, em Cabo Frio, fez um desabafo emocionante nas redes sociais.

“Juro que tentando recuperar meu fôlego. Talvez eu erre nas palavras e peço que me perdoem. Deus me confiou 4 pérolas, assim eu dizia para eles:


“Vocês são as pérolas que Deus deu pra mamãe cuidar, na verdade, ele me emprestou vocês, sabe? Vai chegar um dia que eu terei que prestar contas com Deus e terei que devolver minhas 4 pérolas bem cuidadas”, dizia ela as crianças.


Então, eu dizia que eu tinha a missão de cuidar bem deles, ensinar eles o caminho de Deus, ensinar a palavra do Pai. E a missão deles era me salvar. E eles me salvaram, eu busco todos os dias ser um ser humano melhor, eles me impulsionaram a buscar a Deus. Meus filhos me deram o sentido de querer estar viva. E sabe as pérolas que Deus me confiou? Então… Ele precisou buscar duas. Eu cuidei. Deus me deu o privilégio de poder ser mãe dessas crianças maravilhosas, crianças que me impulsionar a sair da escuridão. Eles cumpriram a missão deles. Não questionem meu pensamento. Apenas respeitem. Eu sei que Deus não faz e não permite nada em vão. Eu sei onde eles estão. Meu filhos, minhas pérolas, estão na Glória. Minha levita Layla foi dançar na Glória. Domingo ela dançou lindamente no culto, eu não sabia que era um ensaio para ela dançar na Glória. Meu pequeno, o meu menino, meu pastorsinho. O mais bagunceiro. Esse Deus levou pra deixar os anjinhos de cabelo pé, meu menino prodígio, amigo de tudo mundo, o popular da escola inteira. Meus filhos queridos, minha alma grita. Meus filhos eram amados por todos.
Vocês me ensinaram, eu eu vou conseguir ficar em pé pra continuar a guerrear por nossa família
Mamãe vai amar vocês eternamente.

Obrigada por cada mensagem, não tenho condições de responder todos. E eu gostaria que ninguém julgasse ninguém. Não há culpado. Foi um acidente. Minha bicicleta não pegou o freio, o motorista não teve culpa”, finalizou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here