MPF e Inea flagram acúmulo de lixo em estrada ao avaliar possível abertura de canal para a Lagoa de Araruama

Grande quantidade de lixo é encontrada durante operação do MPF, Inea e Movimento Aliança: Força do Querer em Cabo Frio

Durante uma ação realizada nesta quarta-feira, dia 29, pelo Ministério Público Federal (MPF), Instituto Estadual do Ambiente (Inea) e Movimento Aliança: Força do Querer no marnel da Perynas, em Cabo Frio,  os órgãos encontram um área de despejo de lixo.

O termo “marnel” é usado para área de pântano ou terreno alagadiço.

A fiscalização foi realizada para avaliar a abertura de um canal na área com cerca de 1 milhão e 600 mil metros quadrados de água que podem ser escoados para a Lagoa de Araruama. A abertura do canal pode gerar benefícios para a biodiversidade da lagoa.

De acordo com Chico Pescador, que é presidente da associação de pescadores da Praia da Pitória, em São Pedro da Aldeia, e representante do Movimento, a abertura do canal além de devolver o patrimônio à Lagoa vai também melhorar a circulação de água deste local e aumentar a área de comedouro do pescado.

O procurador do MPF, Leandro Mitidieri, informou que uma estrada foi construída sobre a lagoa para a construção de salinas por uma empresa que não atua mais no local.

Ainda segundo o procurador, para a remoção da estrada é necessária uma autorização do Inea.

“Foi verificado que enquanto teve atividade visando lucro, houve investimento e foi construída uma área grande. Porém, quando foi desativada, a área da natureza não foi devolvida como deveria. Não deixou a natureza como foi encontrada”, disse o Mitidieri.

Sobre o lixo encontrado no local, o MPF está analisando a melhor forma de colocar um projeto de limpeza dos pescadores em ação para que o lixo seja removido do local e de outros pontos da Lagoa.

Segundo a assessoria do Aliança: Força do Querer, cerca de 2 toneladas de lixo já foram retiradas do mesmo local em outro momento pelos pescadores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here