Dieta em Cabo Frio: Arroz, ovo e um copo d'água

Prefeitura paga mais de R$ 3 milhões para oferecer refeição medíocre para servidores

Por em 28/11/2015 00h55
Indignados, servidores municipais de Cabo Frio que atuam nas unidades de saúde começaram a divulgar nas redes sociais imagens das refeições diárias que recebem. No cardápio estão arroz, feijão, ovo frito ou cozido, carne (quando possível) e, como acompanhamento um copo com água.

Segundo relato de servidores contatados – os nomes serão preservados por razões já conhecidas – o argumento para a ‘refeição medíocre’ é a crise financeira. No entanto, ao acessar os dados lançados no Portal da Transparência da Prefeitura de Cabo Frio verifica-se o lançamento, em 2015, de R$ 3.074.451,26 para pagamento de “empresa especializada no preparo e distribuição de refeições para funcionários das unidades básicas de saúde do município”.

Em 2014, a empresa Denjud Refeições Coletivas Administração recebeu da Prefeitura de Cabo Frio R$ 6.519.831,32 para distribuir as refeições para os funcionários das unidades de saúde, bem como para os pacientes e seus acompanhantes.

A relação entre os valores pagos, que em dois anos ultrapassa R$ 9,5 milhões, e a qualidade da comida disponibilizada aos servidores, pacientes e acompanhantes é no mínimo estranha e duvidosa. Obviamente, o valor anotado no Portal da Transparência referente ao exercício orçamentário de 2014 é praticamente o dobro quando comparado ao montante pago em 2015. Daí o argumento da crise apresentado pela administração pública municipal.



Colaboração: Blog Alessandro Teixeira

Colunistas

Suely Pedrosa - Social Tudo sobre a Região dos Lagos
Ricardo Sanchez - Esportes O espírito da 10 de Zico
Ademilton Ferreira - Política Os bastidores da política
Vilma Matos - Editorial Violência desenfreada