A impunidade no Brasil

A certeza da impunidade se tornou um estímulo para os criminosos.

Por Vilma Matos em 16/05/2016 08h39

Ao falarmos em aumento de criminalidade no Brasil, vem logo em nossa cabeça um dos motivos: IMPUNIDADE.


No Brasil os chamados pequenos delitos não resultam em prisão e os crimes hediondos ficam impunes, graças às leis que beneficiam criminosos, uma vez que não temos prisão perpétua, nem pena de morte. O criminoso, também, pode se beneficiar tendo a fiança em crimes com pena igual ou inferior a quatro anos seja de reclusão ou detenção como porte de arma, furto simples e sequestro, ficando a prisão reservada somente para crime hediondo. 

A certeza da impunidade se tornou um estímulo para os criminosos. Precisamos de leis mais rigorosas e não de lei que beneficie os infratores. Só é possível coibir o crime com a certeza da punição.

Os menores de idade são bons exemplos de como a falta de punição faz com que os índices de criminalidade aumentam. Esses crimes cometidos por menores infratores deveriam ter leis mais severas. Um menor com 15 anos e uma arma na mão, matando, assaltando, não é um jovem infrator, é um criminoso comum. Jovem infrator é aquele que pratica atos sem consequências graves à sociedade. Este deve ser reeducado, mas um jovem cometendo um ato de grave violência será um criminoso e tem que ser julgado como tal.


Hoje, diante de tanta violência e impunidade, podemos afirmar: não é o bandido que tem medo de sair de casa e ser preso, é o trabalhador que tem medo de sair de casa e ser morto.

Colunistas

Suely Pedrosa - Social Tudo sobre a Região dos Lagos
Ricardo Sanchez - Esportes O espírito da 10 de Zico
Ademilton Ferreira - Política Os bastidores da política
Vilma Matos - Editorial Corrupção sem fim!