Alair assina documento para garantir apoio do PCdoB e colide com interesses do PP

Dos 42 deputados progressistas, apenas 4 foram contrários ao impeachment.

Por Redação JS em 06/05/2016 13h59

O Partido Comunista do Brasil (PCdoB) foi um dos três partidos políticos – os outros foram o PT e o PSOL – a votar maciçamente na Câmara dos Deputados contra a admissibilidade do processo de cassação do mandato da presidente Dilma Rousseff e desde o dia 18 de abril tem adotado medidas nos diretórios regionais para formalizar o rompimento com prefeitos e governadores de siglas que, segundo os comunistas, “votaram a favor do golpe”.

 

Atuando como “defensor de um amplo projeto de desenvolvimento nacional”, o PCdoB diz não “admitir qualquer tipo de retrocesso no estado democrático de direito consagrado pela Constituição de 1988” e que, “se não existe crime de responsabilidade, não há motivos relevantes para que se fale de impeachment”. Para os dirigentes partidárias, “o que há é uma tentativa incessante, por parte de setores antinacionais derrotados nas urnas em 2014, de voltar ao poder e, com isso, construir uma ponte retrógrada e conservadora ao passado de exclusão social, fome e desemprego”.


A determinação dos presidentes regionais do PCdoB agora é fazer pressão política para tentar “barrar o golpe no Senado” e, para isso, uma das estratégias adotadas é o recolhimento de assinaturas daqueles políticos pré-candidatos que esperam contar com o apoio do partido nas eleições de 2016, como é caso do prefeito de Cabo Frio, Alair Corrêa (PP).

 


Em documento apresentado pelo presidente do PCdoB de Cabo Frio, Carlos Alonso Quintão, Alair Corrêa se “posiciona contrário ao golpe”, colidindo com os interesses do Partido Progressista (PP), que contabilizou 38 votos a favor da abertura de processo contra a presidente por crime de responsabilidade. Dos 42 deputados progressistas, apenas 4 foram contrários ao impeachment.








*Matéria Alessandro Teixeira

Colunistas

Suely Pedrosa - Social Tudo sobre a Região dos Lagos
Ricardo Sanchez - Esportes Dupla vascaína
Ademilton Ferreira - Política Os bastidores da política
Vilma Matos - Editorial Alvo humano