Alair Corrêa anuncia desistência de candidatura à prefeitura em 2016

O atual prefeito de Cabo Frio também afirmou que se licenciou da presidência do Partido Progressista (PP)

Por Redação JS em 28/07/2016 18h43

No inicio da noite desta quinta-feira (28), uma noticia movimentou as redes sociais. O prefeito Alair Corrêa declarou em seu facebook que não será mais candidato à reeleição no pleito de outubro. O prefeito também conta que se licenciou na presidência do partido de qual faz parte, o Partido Progressista (PP). Segundo Alair, em seu lugar na presidência do partido assume Luiz Gonzaga Lima, até então, vice do partido.


O prefeito culpa vereadores que não aderiram ao empréstimo de 200 milhões pelo caos em que a prefeitura se encontra. "Irei dedicar-me 100% para evitar que o futuro prefeito, seja ele quem for, passe pelo que venho passando por não arrecadar o suficiente para as mudanças que precisamos", disse. 


Alair também enfatizou que não irá participar de nenhuma campanha.


Veja o post do prefeito na íntegra:


"Comunico aos meus amigos e eleitores que acabei de me licenciar da presidência do PP até o dia 31/12 / 2016 , quando encerra MEU governo. Diante disso decidi também NÃO SER MAIS CANDIDATO A REELEIÇÃO! A decisão que acabo de tomar deixando a direção do meu partido e a desistência de minha candidatura à reeleição ocorre devido a super queda na arrecadação da cidade que me impediu de realizar o governo que imaginei. Enfrentado a mais dura crise econômica, não tive condição de executar o projeto para nossa cidade, originando a incompreensão popular. Tenho enfrentado uma despesa maior do que a receita, já que perdemos mais de vinte milhões por mês . Resolvi ficar fora da eleição para me dedicar inteiramente a preparar as finanças do município a ser entregue ao futuro prefeito. A cidade sempre esteve acima dos meus projetos pessoais e preciso entregar uma Prefeitura onde, pelo menos, haja equilíbrio entre a receita X despesa. Trabalhei intensamente para evitar o caos, mas não consegui nem um real como ajuda ou de empréstimo como decidiu o senado, por culpa dos adversários que preferiram me prejudicar politicamente do que salvar nossa cidade com os 200 milhões que receberíamos. O pouco tempo que tenho , não pode ser utilizado em campanha para mim ou outro candidato. Irei dedicar-me 100% para evitar que o futuro prefeito, seja ele quem for, passe pelo que venho passando por não arrecadar o suficiente para as mudanças que precisamos.

Por isso anuncio meu afastamento por seis meses da direção do meu partido e minha desistência em disputar a reeleição. Enfatizo que não participarei de nenhuma campanha eleitoral. Entreguei a direção do partido ao Vice Presidente sr LUIZ GONZAGA LIMA, assim como a escolha dos candidatos a Câmara e a prefeitura. Agradeço a todos que me acompanham neste momento de dificuldades e peço desculpas pela atitude ora tomada.
Preciso desses 5 meses de dedicação integral para tentar entregar a prefeitura ao futuro gestor em condições melhores do que estou tendo nos dias atuais. Um abraço a todos."

Colunistas

Suely Pedrosa - Social Tudo sobre a Região dos Lagos
Ricardo Sanchez - Esportes O espírito da 10 de Zico
Ademilton Ferreira - Política Os bastidores da política
Vilma Matos - Editorial Outubro Rosa