Alunos são levados de viatura para a DP em manifestação em Cabo Frio

Grupo pedia reabertura de escolas fechadas na cidade

Por em 14/09/2016 09h44
Uma manifestação de alunos e professores fechou a ponte Feliciano Sodré e terminou com dois estudantes detidos pela Polícia Militar na tarde desta terça-feira, dia 13, em Cabo Frio.

Segundo a PM, a confusão começou quando um grupo obstruiu a via. Dois jovens, de 18 e 19 anos, foram levados para a DP. De acordo com a PM, eles teriam tentado resistir à prisão.

O ato pedia pela reabertura das escolas fechadas do município e o pagamento dos professores da cidade. Os salários dos professores vêm atrasando ao longo do ano. Alguns não receberam ainda o salário de julho. A maioria ainda não recebeu as duas últimas parcelas do décimo terceiro do ano passado.





O Sindicato dos Profissionais de Educação da Região dos Lagos (Sepe) definiu a ação da PM como "arbitrária" e "abuso de autoridade", alegando que a manifestação fez o mesmo trajeto que sempre faz. O Sepe disse ainda que o carro do sindicato foi apreendido e que o Sepe vai representar queixa contra os policiais.

Em nota o Sepe diz que “infelizmente o nosso ato foi brecado devido à atuação da Polícia Militar que, de forma truculenta, agrediu mulheres e menores de idade que estavam em passeata. Possivelmente vários vídeos da ação covarde por parte da corporação já estarão soltos pela web nesse momento. Inclusive nós postaremos aqui também. Eles fazem de tudo para manter a paz.  Porém, que paz é essa? E PRA QUEM ELA É?
Alunos sem aula, sem vale transporte, sem escola. As escolas estão sucateadas, largadas, sem comida, fechando. Os profissionais da saúde e da educação estão sem salários, sem décimo terceiro, sem vale transporte”.

A PM disse que não interfere na manifestação, desde que ela obedeça as leis. 

Colunistas

Suely Pedrosa - Social Tudo sobre a Região dos Lagos
Ricardo Sanchez - Esportes Dupla vascaína
Ademilton Ferreira - Política Os bastidores da política
Vilma Matos - Editorial Alvo humano