Alunos voltam às salas após fim da greve da Educação em Cabo Frio

Categoria ainda cobra benefícios atrasados e nova assembleia está marcada

Por em 27/10/2017 09h12
Alunos das 87 escolas municipais de Cabo Frio retornaram para as salas, após os profissionais da Educação decidirem pelo fim da greve, que durou 17 dias, depois de receberem o salário de setembro.

Os servidores ainda cobram o pagamento de parcelas atrasadas do 13º salário de 2015, as mudanças de nível e triênios, e a diferença salarial dos contratados.

Segundo Denise Teixeira, coordenadora do Sepe, apesar da decisão, a categoria permanece em estado de greve, ou seja, há risco de que as aulas sejam paralisadas a qualquer momento.

"Retomamos as atividades, mas vamos manter o estado de greve até uma nova assembleia que será realizada pela categoria no quinto dia útil de novembro. Se não recebermos o salário outubro até lá, vamos paralisar novamente", disse.

Em nota, a secretaria de Educação de Cabo Frio informou que os profissionais estão voltando ao trabalho aos poucos e que o calendário de aulas está sendo reformulado. 

Na última segunda-feira (16), o secretário de Educação, Alessandro Teixeira, afirmou: "com as novas paralisações não vemos possibilidade alguma de terminar o ano letivo de 2017 no calendário civil de 2017".

Colunistas

Suely Pedrosa - Social Tudo sobre a Região dos Lagos
Ricardo Sanchez - Esportes O espírito da 10 de Zico
Ademilton Ferreira - Política Os bastidores da política
Vilma Matos - Editorial Feminicídio - Editorial JS