‘Ataque em Dallas foi cruel e desprezível’, diz Obama

Protesto contra violência policial deixa 5 agentes mortos e 7 feridos nos EUA

Por em 08/07/2016 11h37
Cinco policiais morreram nesta quinta-feira, dia 07,  e outros sete ficaram feridos após franco-atiradores abrirem fogo contra agentes que acompanhavam uma manifestação contra a violência policial em Dallas, no estado do Texas (EUA).

O presidente americano, Barack Obama, afirmou na manhã desta sexta-feira , dia 08,  que o ataque que deixou cinco policiais mortos e outros sete feridos em Dallas, no Texas, foi “cruel e desprezível”. 

"Ainda não conhecemos todos os fatos. O que sabemos é que aconteceu um ataque cruel, calculado e desprezível contra as forças de segurança. Estamos horrorizados com as mortes em Dallas. Não há justificativa para os ataques", declarou Obama em Varsóvia, na Polônia, onde chegou nesta manhã para uma cúpula de líderes da Otan. O presidente informou que o FBI participa das investigações, segundo a CNN.

O chefe da polícia de Dallas, David Brown, afirmou que o atirador agiu sozinho. Um homem, que foi morto após o confronto com a polícia em um estacionamento, afirmou que não pertencia a nenhum grupo e que queria matar brancos, segundo a polícia.

O homem declarou aos policiais que espalhou bombas na cidade, o que aumentou ainda mais a tensão. O aeroporto de Dallas entrou em estado de alerta e voos que chegariam à cidade foram desviados. Pelo menos duas buscas foram feitas em várias partes da cidade e nada foi localizado.


Colunistas

Suely Pedrosa - Social Tudo sobre a Região dos Lagos
Ricardo Sanchez - Esportes Dupla vascaína
Ademilton Ferreira - Política Os bastidores da política
Vilma Matos - Editorial Alvo humano