Aumento da violência contra a mulher

Por em 14/11/2015 14h46
O assassinato da enfermeira Valdenise em Búzios veio acrescentar o número de homicídios femininos que tanto vem aumentando nos últimos em todo Brasil.

A aprovação da Lei Maria da Penha, em 2006, não foi suficiente para impedir o aumento no número de homicídios contra as mulheres. A violência contra as mulheres constitui atualmente uma das principais preocupações no Brasil, pois nosso País ocupa o sétimo lugar no ranking mundial dos países com mais crimes praticados contra as mulheres.

Quando pensamos em violência contra a mulher, a primeira idéia que passa em nossa cabeça, é, a violência doméstica, mas estamos enganados, mulheres são agredidas diariamente em ônibus, vans, consultórios médicos, escolas, etc.

Entre as cidades do Estado do Rio, Cabo Frio é a comarca que lidera o aumento de processos contra a mulher o município somou 10.763 processos no primeiro trimestre deste ano. São João do Meriti, na Baixada Fluminense, soma 9.923 processos, seguido das comarcas de Jacarepaguá, Zona Oeste da capital, 9.906; Duque de Caxias, na Baixada, 9.530; Itaboraí, na Região Metropolitana, 8.000; e Queimados, também na Baixada, com 7.900.

É necessária uma ação imediata por parte dos governos para acabar com a violência contra as mulheres, proteger os direitos dessas mulheres, apoiada por recursos adequados. 

A violência contra as mulheres nunca é aceitável, nunca é perdoável, nunca é tolerável, toda mulher violentada física e moralmente, deve ter a coragem para denunciar o agressor, pois assim ela esta se protegendo contra futuras agressões. 

Colunistas

Suely Pedrosa - Social Tudo sobre a Região dos Lagos
Ricardo Sanchez - Esportes O espírito da 10 de Zico
Ademilton Ferreira - Política Os bastidores da política
Vilma Matos - Editorial Outubro Rosa