Cabo Frio: Moradores apelam aos órgãos públicos pela volta da barca

Nesse sábado, vai completar um ano que moradores e comerciantes do bairro da Gamboa ficaram sem a embarcação que ligava o bairro ao centro da cidade

Por Redação JS em 16/06/2016 11h17
No próximo sábado, dia 18, vai completar um ano que a balsa, que fazia a travessia de moradores e turistas do Centro de Cabo Frio até a Gamboa, afundou.

Na época, a embarcação amanheceu parcialmente dentro d’água e seu serviço foi paralisado, já que o transporte de passageiros foi impossibilitado. A balsa foi retirada do Canal do Itajuru pelo dono da embarcação, que tinha contrato com a Prefeitura de Cabo Frio para consertar, mas nunca voltou a operar, causando transtorno aos moradores e comerciantes do Bairro da Gamboa. 

De acordo com a morada da Gamboa, Patrícia Rodrigues os moradores do outro lado da ponte, precisam que a balsa volta a funcionar.  “Pois a barca é muito útil para todos nós moradores e comerciantes da Gamboa, os visitantes e turistas de Cabo Frio também podem embarcar e visitar o Shopping dos Biquínis já que a passarela para pedestres não fica pronta há anos. Pois tenho filho pequeno, tenho que levá-lo todo dia a escola e dar a volta pela Ponte Feliciano Sodré é um pouco desconfortável, não é mesmo? Sem contar com o tempo de demora que levamos para atravessar a ponte a pé e correndo riscos. Já com a barca funcionando levamos 1 minuto para atravessar de um lado pro outro”, disse.

Patrícia ainda sugere que os moradores se unam em um abaixo assinado e entregar aos responsáveis. Sugere ainda que pode haver a cobrança de R$ 1 a R$ 2. “Volte Barca! Precisamos e muito de você!”, apela ela aos órgãos responsáveis. 

Colunistas

Suely Pedrosa - Social Tudo sobre a Região dos Lagos
Ricardo Sanchez - Esportes O espírito da 10 de Zico
Ademilton Ferreira - Política Os bastidores da política
Vilma Matos - Editorial Violência desenfreada