“Cabo Frio não precisa de um sorriso fácil, mas de um prefeito de mãos limpas para governar"

Janio Mendes diz que os cabofrienses não aguentam mais os candidatos que fizeram mal a cidade durante 20 anos

Por Redação JS em 14/09/2016 11h29
O Portal JS e a Rádio Litoral FM entrevistam, na manhã desta quarta-feira, dia 14, o deputado estadual, candidato a Prefeito de Cabo frio, Janio Mendes do PDT. Confiram as propostas de Janio para Saúde, Educação..


Portal JS: Janio o que você tem de Plano de Governo para a Saúde?
JM – Quebraram o sistema privado, porque compraram serviços e não pagaram. Nós vamos universalizar o atendimento pelo PSF (Posto de Saúde da Família), 30% da população de Cabo Frio é atendida pelo PSF. Vamos instalar três Policlínicas de especialidades, uma em São Cristovão, outra no Jardim Esperança e em Tamoios, para que a população não tenha que enfrentar filas na madrugada ou faltar serviço. Vamos cuidar bem dos hospitais que nós temos. O Hospital da Criança está em péssimas condições de funcionamento e da Mulher vai voltar a ser referência nacional. Vamos abrir, pela primeira vez em 20 anos, o Hospital do Jardim Esperança. O Hospital de Tamoios vamos cuidar para que ele atenda bem a população. Vamos manter a emergência do HCE aberta e vamos abrir a UPA imediatamente. Eu digo sempre: “se eu tivesse sido prefeito por oito anos, vice mais oito, secretário de Saúde, eu teria vergonha depois desse tempo todo de caos de vir a público pedir para ser prefeito, porque eu vou resolver o problema da cidade. Ou se tivesse sido, um desses médicos ai que estão sendo candidatos, que passaram esses anos todos fazendo parte desse modelo, desse esquema de Saúde, eu teria vergonha de dizer que ia solucionar a Saúde da cidade, porque eles são responsáveis pelo caos. Eles cuidam do sistema público, mas são sócios do sistema privado. Quebraram nesses 20 anos a Casa de Saúde, Clínica São Miguel, Clínica Santa Helena, comprando serviços e não pagando. Nós vamos comprar serviços e pagar, com respeito ao povo de Cabo Frio. Não vamos ter manipulação política de Postos de Saúde por candidatos a vereadores. A Saúde vai ser do povo.

Portal JS: Quem entrar na prefeitura vai pegar uma situação de calamidade, salários atrasados, fornecedores sem receber..
JM - O que falta em Cabo Frio é gestão. Cabo Frio não precisa de um sorriso fácil, mas de um prefeito de mãos limpas para governar essa cidade com honestidade. A cidade é viável, tem potencial, bem longe do querem nos fazer acreditar que é uma cidade falida, é uma cidade que arrecada R$ 800 milhões por ano. Nós vamos organizar a administração, vamos dar um choque de ordem, limpar a cidade, regularizar a prefeitura. Vamos colocar primeiro o pagamento do mês em dia, no dia 4 de outubro quero fazer uma reunião com sindicatos para começarmos a estudar o parcelamento dos salários atrasados.  Vamos chamar os fornecedores, que tem realmente serviços prestados, vamos realizar o pagamento, colocando claramente para ele que a prioridade é o pagamento do servidor. Tudo de forma clara e transparente. Vamos cortar os absurdos, o que falta é gestão. Cabo Frio vive, durante esses últimos 20 anos, um processo de desmoralização política administrativa. Falta de ordem, falta de honestidade.

Portal JS: O que tem de planejamento para Educação?
JM – Vamos transformar Cabo Frio numa cidade em referência a Educação nesse país. Temos o grande desafio de regular o ensino de 2015 e 2016 que as nossas crianças perderam. Vamos implantar o sistema de Educação Integral. Vamos criar 3.000 vagas para Educação Infantil. A Educação de Cabo Frio vai ser referência nesse Estado. 

Portal JS: Aproveitando que estamos falando de Educação, qual o problema do candidato com os professores?
JM – Não tenho problema. Fui o vereador de Cabo Frio que mais lutou pela Educação. Como deputado estadual, participei da mesa que avaliava o reajuste de 5% para os professores. O que acontece é uma manipulação de pessoas que tentam enganar.

Portal JS: Está falando da oposição?
JM - Tem candidato Ficha Suja que o voto vai ser anulado, não vamos enganar o povo. A cidade não suporta mais esse tipo de mentira e enganação. Já fizeram mal durante 20 anos a cidade. Um candidato que tem 500 processos, duas condenações, que tem uma conta rejeitada pela Câmara com desvio de R$ 20 milhões. O candidato não é Ficha Suja não, é um caderno sujo. O país mudou, a justiça está funcionando, o povo está de olho. Mudou porque o povo está acompanhando e não aceita mais Ficha Suja na política. Quem está dizendo que vai ser candidato por limiar, não vai, acabou o comércio de liminar no Brasil. Essa disputa de gato e rato dos dois. Esse tempo acabou, o povo está acordado. 

Colunistas

Suely Pedrosa - Social Tudo sobre a Região dos Lagos
Ricardo Sanchez - Esportes O espírito da 10 de Zico
Ademilton Ferreira - Política Os bastidores da política
Vilma Matos - Editorial Violência desenfreada