Câmara de Búzios proíbe que servidores da Casa façam campanha eleitoral no horário de expediente

Iniciativa do presidente da Casa, vereador Henrique Gomes, está baseada em lei federal

Por Redação JS em 18/08/2016 10h17
A Câmara de Vereadores de Búzios, por iniciativa do presidente da Casa, vereador Henrique Gomes, decidiu na manhã desta terça-feira, dia 16, que fica proibido o exercício de atividade eleitoral aos servidores da Câmara, tanto efetivos quanto comissionados, nos dias úteis, entre às 8h e 17h, horário em que ocorre o expediente regular desta Casa Legislativa. 

“O servidor da Câmara exerce um cargo público, que é pra toda a sociedade, então não pode  se manifestar publicamente  a determinado  candidato no seu horário de servidor. Após isso é claro que  sua manifestação é livre. Outra medida importante é que não se use os computadores da Casa pra questões partidárias , esse ato é na verdade o cumprimento da lei constitucional.  Se isso ocorrer quem será responsabilizado será o  parlamentar”,  comentou o presidente Henrique Gomes. 

A decisão da Presidência da Câmara esta calçada no artigo 73, inciso III da lei 9.504/97 que declara que é proibido aos agentes públicos, servidores ou não, ceder serviço público ou empregado da administração direta ou indireta  federal, estadual ou municipal do Poder Executivo ou usar de seus serviços, para comitês de campanha  eleitoral de candidato, partido político  ou coligação, durante o horário de expediente  normal, salvo se o servidor  ou empregado  estiver  licenciado.

Colunistas

Suely Pedrosa - Social Tudo sobre a Região dos Lagos
Ricardo Sanchez - Esportes O espírito da 10 de Zico
Ademilton Ferreira - Política Os bastidores da política
Vilma Matos - Editorial Outubro Rosa