Campanha #Zikazero atinge 100% de aproveitamento em São Pedro da Aldeia

Guardas de Endemias, Agentes Comunitários de Saúde e os militares, conversaram com a população e distribuíram material gráfico com instruções de combate a Zika.

Por Ascom São Pedro em 15/02/2016 09h48

A campanha #Zikazero, realizada no sábado (13), em conjunto com a Marinha do Brasil e a Prefeitura de São Pedro da Aldeia, por meio da Secretaria de Saúde, compensou os esforços realizados pelas equipes municipais de trabalho, que empenharam seus contingentes materiais e de pessoal durante a ação. Guardas de Endemias, Agentes Comunitários de Saúde e os militares, conversaram com a população e distribuíram material gráfico com instruções de combate a Zika.


Em São Pedro da Aldeia a Marinha se juntou aos nossos Agentes de Combate a Endemias, que faz o trabalho diário de prevenção, monitoramento e orientação no combate ao mosquisto Aedes aegypti, para mostrar que estamos em situação de “guerra” contra o mosquito que transmite Dengue, Chikungunya e Zika. A intenção dessa parceria é de alertar e conscientizar que esse combate é dever de todos, de cada um precisa fazer a sua parte. Se a população aldeense não se engajar, não conseguiremos acabar com os criadouros e mais casos de pessoas doentes ou morrendo serão divulgados. Não queremos isso! Juntos somos mais fortes! Fui pessoalmente às ruas junto com o comando da Base da Marinha em São Pedro, para acompanhar a ação e verificamos que muitas pessoas elogiaram o trabalho dos nossos agentes municipais de endemias com a presença da Marinha, mas ainda teremos muito trabalho pela frente. Infelizmente encontramos muitas residências com áreas propícias para criadouro do mosquito e outras doenças. Em contra partida, conversamos com muitas pessoas que estão fazendo sua parte para combater o Aedes”, disse Maria Lúcia Feitosa, Subsecretária de Saúde.


A Marinha do Brasil disponibilizou cerca de 720 militares para apoiar e intensificar as ações que vem sendo feitas pela Secretaria de Saúde. A Vigilância em Saúde municipal sugeriu aos militares uma rota específica em bairros com maior incidência de notificações de contaminação pelo mosquito Aedes aegypti.


“Essa ação é necessário devido ao momento atual. A população precisa fazer a parte dela. Na minha casa eu cuido da minha piscina, dos meus vasos de plantas e até fiscalizo a água dos meus bichos. Uso o canal do Alô Cidadão da Prefeitura para denunciar terrenos que não estão sendo cuidados. Se cada um fizer a sua parte vamos vencer esse mosquito”, disse Fabiano Veiga, morador aldeense.


Os bairros beneficiados foram: Praia Linda, Balneário, Recanto do Sol, Estação, Fluminense, Bela Vista, Centro, Nova São Pedro, Porto da Aldeia, Mossoró, Poço Fundo, Praia do Sudoeste, Baleia, São João (praça), Campo Redondo, Baixo Grande e Parque Estoril. Dentre essas notificações estão também os domicílios das grávidas com suspeita de Dengue, Chikungunya e Zika vírus. Essas mulheres estão sendo monitoradas e acompanhadas pelas equipes de saúde municipal.

 

Colunistas

Suely Pedrosa - Social Tudo sobre a Região dos Lagos
Ricardo Sanchez - Esportes O espírito da 10 de Zico
Ademilton Ferreira - Política Os bastidores da política
Vilma Matos - Editorial Corrupção sem fim!