Cantora cabo-friense é indicada aos melhores do ano pela Rolling Stone

Votação está aberta no site da revista

Por em 04/12/2017 09h00
A cantora cabo-friense Júlia Vargas está entre os nomes indicados na disputa dos melhores do ano de 2017 no universo da música pela revista Rolling Stone. A artista aparece nas categorias Melhor Disco Nacional (Pop Banana) e Melhor Música (com a canção que dá nome ao álbum).

Atualmente residindo em Niterói e se apresentando nos palcos do Brasil, sempre que pode Júlia visita Cabo Frio para rever familiares e amigos, e também para fazer algumas apresentações, como na Semana Teixeira e Souza deste ano, quando participou do show "Nossos Notáveis da Música", na Praça Porto Rocha.

"Só de estar concorrendo nessas duas categorias, junto com figuras que eu admiro tanto, já é motivo de muita alegria. Agradeço a todos vocês", comentou a cantora cabo-friense.

A votação está aberta no site: http://m.rollingstone.uol.com.br/enquete/melhores-musicas-nacionais-de-2017. O resultado será divulgado na edição de janeiro/2018 da revista.


Júlia Vargas é destaque da nova geração
 
Nascida em Cabo Frio, Júlia cresceu rodeada por músicos na família. Os primeiros passos na vida artística foram na dança, ainda na infância. E mais tarde trabalhou dançando pelo Teatro Municipal do Rio de Janeiro e pelo Centro de Movimento Deborah Colker. Aos 18, ingressou na Companhia Mulungo, de Oswaldo Montenegro, onde atuou por um ano. Nessa mesma época, começou a soltar a voz nos palcos e nunca mais parou de cantar. 

Cantora e percussionista, ela vem se consolidando nos últimos anos na cena musical carioca e conquistando nomes como Milton Nascimento, Ivan Lins, Alceu Valença, Pedro Luís, Moraes Moreira, João Donato, Wagner Tiso, entre outros. Em 2014 foi convidada a integrar o projeto “Mar Azul”, em homenagem ao Clube da Esquina e saiu em turnê com o show “Travessia”, de Milton Nascimento e com o show “Linha de Frente”, acompanhando Milton Nascimento e Criolo. Em 2015 participou do Tributo à Cássia Eller, no Rock in Rio e chamou atenção pela parceria com Chico Chico, cantor e compositor carioca, filho de Cássia. Dessa parceria nasceu o selo Porangareté.

Também no final deste mesmo ano, lançou o CD e DVD “Júlia Vargas & os Barnabés ao Vivo em Niterói”. Em 2016 Júlia se dedicou à gravação do seu segundo álbum de estúdio, intitulado Pop Banana, fruto de uma parceria entre a cantora, o selo Porangareté e a gravadora Biscoito Fino. Júlia assina a produção e direção musical do álbum, lançado em maio deste ano de 2017 e que vem recebendo elogios da crítica especializada.

O álbum está na lista para a votação da Rolling Stone como Melhor Disco Nacional, assim como a faixa-título está entre as indicadas como Melhor Canção.



Colunistas

Suely Pedrosa - Social Tudo sobre a Região dos Lagos
Ricardo Sanchez - Esportes O espírito da 10 de Zico
Ademilton Ferreira - Política Os bastidores da política
Vilma Matos - Editorial Infarto - Editorial JS