Crime passional

Por Vilma Matos em 31/05/2016 16h16

Essas últimas semanas ocorreram crimes bárbaros contras mulheres, e segundo informações, estes crimes foram cometidos por seus próprios maridos ou namorados.


Em nossa região foram três homicídios monstruosos contra mulheres nesses últimos dias. Em Araruama teve a Sarah, onde segundo informações foi morta pelo namorado, em Iguaba Grande, foi a Daiana, também pelo namorado, em São Pedro teve a Rayzza, esta ainda não tem nenhum suspeito.


Não podemos falar que esses seres são humanos, pois quem tem uma atitude desta, certamente é um selvagem.


Esse tipo de crime contra a mulher tem se transformado um dos fatos sociais mais evidentes no país e sua divulgação pelos meios de comunicação apresentam números escandalosos. Crimes de maridos, namorados matando as exs, são os chamados crimes passionais.


O homicídio passional é aquele motivado pela paixão. Uma emoção que pode comportar um sentimento platônico e pode se tornar agressivo, possessivo e dominador. O criminoso desse tipo não aceita uma rejeição e esse “motivo” o leva a esta violência absurda, tirar a vida de alguém que não aceita mais tê-lo ao seu lado.


O aumento constante do número de crimes passionais tem assustado a todos. Esses casos impressionam pela violência, onde geralmente são as mulheres as principais vítimas. São casos de violência motivados por algum tipo de sentimento, como brigas entre casais, término de relacionamento.


Para amar alguém, também é preciso saber que devemos estar prontos para renunciar. Esses criminosos estão matando por simples egoísmo, pois ninguém é dono de ninguém. Eles acham que estão protegendo seus próprios sentimentos, mais a verdade que eles estão negando ao outro a possibilidade de viver.

Colunistas

Suely Pedrosa - Social Tudo sobre a Região dos Lagos
Ricardo Sanchez - Esportes O espírito da 10 de Zico
Ademilton Ferreira - Política Os bastidores da política
Vilma Matos - Editorial Violência desenfreada