Dia Internacional da Mulher

Por Vilma Matos em 08/03/2017 14h50

No dia 08 de março comemora-se o Dia Internacional da Mulher. Este dia marca as conquistas sociais, políticas e econômicas das mulheres.


Mas como tudo isso começou? Em 8 de março de 1857, mais de uma centena de operárias de uma fábrica de tecido de Nova Iorque se mobilizaram na primeira greve conduzida apenas por mulheres. Elas reivindicavam melhores condições de trabalho que, na época, eram subumanas, incluindo agressões físicas, sexuais e uma jornada muito extensa.


O pedido era que o tempo de permanência na fábrica fosse reduzido para 10 horas diárias. Para que fossem ouvidas, os afazeres foram interrompidos. A resposta dos patrões e da polícia foi muito violenta e fez com que as mulheres se aprisionassem no estabelecimento. As operárias foram trancadas na fábrica, que foi incendiada, causando a morte de todas elas, carbonizadas. 


O dia da mulher se tornou oficial em 1910, durante uma conferência na Dinamarca, e não se firmou apenas como uma data de presentes e propagandas bonitinhas em discussões sobre o papel da mulher na sociedade, buscando soluções para a discriminação, para a desvalorização do trabalho das mulheres, trazendo sua importância para uma vida mais justa em todo mundo.


Hoje, quero parabenizar todas as MULHERES; mães, filhas, irmãs, tias, avós, mulheres que lutam dentro e fora de casa. Mulheres que amam, educam, coram, sorriem, sofrem, mas continuam de pé. Mulheres maravilhosas que se subdividem para se tornarem super mãe, super filha, super esposa, super amiga. Que batalha o dia inteiro e a noite deita cansada, feliz com o dever cumprido.


Para vocês MULHERES um beijo especial da equipe do Jornal de Sábado.


 

Colunistas

Suely Pedrosa - Social Tudo sobre a Região dos Lagos
Ricardo Sanchez - Esportes O espírito da 10 de Zico
Ademilton Ferreira - Política Os bastidores da política
Vilma Matos - Editorial Violência desenfreada