Dia Mundial do Doador de Sangue no Hemorio

A Organização Mundial da Saúde estima que o ideal é que entre 3 e 5% da população de um país seja doadora constante de sangue

Por Redação JS em 14/06/2016 10h56
No Dia Mundial do Doador de Sangue, comemorado em 14 de junho, o Hemorio, hemocentro do RJ que abastece mais de 180 unidades de saúde veiculadas ao SUS, reforça a importância da doação de sangue no estado do Rio de Janeiro: nos últimos meses, a unidade vêm recebendo cerca de 150 voluntários, apesar de ter capacidade instalada para cerca de 500 doadores por dia.

“A doação de sangue é um ato de amor ao próximo. Precisamos contar com o engajamento e a solidariedade da população para manter os estoques de sangue abastecidos. É fundamental que as pessoas se conscientizem quanto à importância de doar sangue sempre e fazer disso um hábito”, destaca o secretário de Estado de Saúde, Luiz Antônio Teixeira Jr.


A Organização Mundial da Saúde estima que o ideal é que entre 3 e 5% da população de um país seja doadora constante de sangue – como acontece no Japão e nos Estados Unidos, por exemplo. No Brasil, este percentual é inferior a 2% e no Rio de Janeiro fica em torno de 1,5%.

Com a proximidade dos Jogos Olímpicos, o comparecimento dos voluntários se faz ainda mais necessário.

“Datas como esta são importantes porque chamam a atenção da população. Qualquer pessoa pode precisar de uma doação de sangue a qualquer momento, portanto, ajudar é papel de todos. Sem qualquer dano à própria saúde, homens podem doar até quatro vezes por ano e as mulheres, três vezes. Doar sangue é um ato de cidadania, é fazer o bem”, reforça Luiz Amorim, diretor do Hemorio.

Parceria – Em apoio ao Hemorio, a Nexcare, marca de cuidados pessoais da 3M, dará início nesta terça-feira (14/6) à segunda edição da Campanha DOE, na unidade. Com o tema “Sinta a batida. Doe Sangue”, a ação vai distribuir curativos à prova d´água, personalizados com cinco estampas exclusivas, inspiradas em ritmos musicais do mundo todo. A parceria ainda conta com a participação de outros três hemocentros do país: São Paulo (com a Fundação Pró-Sangue), Belo Horizonte (Fundação Hemominas) e no Hemocentro de Campinas, em SP.
A proposta é que os doadores postem fotos com o curativo para posts em redes sociais com a hashtag #DoeSangue, convidando amigos e conhecidos a doar.

Coleta Móvel na Ilha do Governador – Em parceria com a TV Globo, a equipe de coleta móvel de sangue do Hemorio estará na Vila Olímpica da Ilha do Governador, entre 10h e 15h.

Informações ao doador - O Hemorio funciona todos os dias, incluindo sábados, domingos e feriados, das 7h às 18h. Para doar sangue é preciso ter entre 16 e 69 anos, pesar mais de 50 kg, estar bem de saúde e portar um documento de identidade oficial com foto. Jovens com 16 e 17 anos só podem doar sangue com autorização dos pais ou responsáveis legais (o modelo da autorização pode ser obtido no site do Hemorio: www.hemorio.rj.gov.br ). Não é necessário estar em jejum, apenas deve-se evitar alimentos gordurosos nas quatro horas que antecedem a doação. Para mais informações, o voluntário deve ligar para o Disque Sangue (0800 282 0708), que esclarece dúvidas e informa o endereço das outras 25 unidades de coleta distribuídas pelo estado.

O Hemorio, localizado na Rua Frei Caneca, n° 8, no Centro do Rio, é o hemocentro coordenador do Estado do Rio de Janeiro, que distribui sangue para cerca de 180 hospitais públicos, incluindo as grandes emergências como a dos hospitais Getúlio Vargas, Souza Aguiar e Miguel Couto, maternidades, UTI´s neonatais e conveniados com o Sistema Único de Saúde - SUS.
.

Colunistas

Suely Pedrosa - Social Tudo sobre a Região dos Lagos
Ricardo Sanchez - Esportes O espírito da 10 de Zico
Ademilton Ferreira - Política Os bastidores da política
Vilma Matos - Editorial Violência desenfreada