Educação de Cabo Frio continua em greve

Os profissionais resolveram fechar as notas das turmas do nono e terceiro ano.

Por Redação JS em 22/12/2015 08h14

Os profissionais da Educação de Cabo Frio aprovaram ontem à noite, por unanimidade, manter a greve até que toda categoria receba o salário de novembro e o 13º. Os servidores que estão no auxílio-doença não receberam pagamento. A proposta do Executivo de parcelar o pagamento do 13º salário não agradou os servidores.


Apesar de toda a situação - pois até o momento não foi discutido o término do ano letivo - os profissionais da Educação se sensibilizaram com os alunos do nono e terceiro ano e resolveram fechar as notas dessas turmas.


- Muitos precisam dessas notas para ingressarem em outras unidades, IFF por exemplo. Outros, ainda, fizeram ENEM e necessitam dessas notas para entrarem nas universidades. Se o poder público não se preocupa com esses alunos, nós nos preocupamos – explicou Denise Teixeira, diretora de imprensa do SepeLagos, lembrando que os alunos precisam procurar as unidades escolares para resolverem a questão de notas.

A categoria está em greve desde o dia 8 de dezembro e não tem previsão de retorno.

Hoje, às 9h, os profissionais da Educação e os servidores da Consercaf realizarão ato em frente à Câmara, seguido de passeata pelas ruas do Centro.

Colunistas

Suely Pedrosa - Social Tudo sobre a Região dos Lagos
Ricardo Sanchez - Esportes Dupla vascaína
Ademilton Ferreira - Política Os bastidores da política
Vilma Matos - Editorial Alvo humano