Educação entra em greve em Cabo Frio

Segundo o sindicato, parte das 87 escolas públicas da cidade está fechada e outra funciona parcialmente

Por em 12/09/2017 11h52
Os profissionais da Educação de Cabo Frio entraram em greve por tempo indeterminado nesta terça-feira (12) para cobrar duas parcelas atrasadas do 13º salário de 2015, as mudanças de nível e triênios, e a diferença salarial dos contratados. 

A decisão foi tomada em assembleia realizada na segunda-feira (11), quando também houve paralisação.

De acordo com o Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação, algumas escolas estão fechadas e outras funcionam parcialmente. 

Por meio de nota, a assessoria de comunicação da Prefeitura de Cabo Frio informou que "o pagamento dos servidores está sendo efetuado de acordo com a entrada de recursos nas contas da Administração Pública Municipal".

"Quando ele (o prefeito) coloca que não tem dinheiro, a gente se assusta. Está no Tribunal de Contas da União, um orçamento do primeiro semestre de mais de R$ 480 milhões e que ele não investiu nem 45% em pagamento, podendo investir até 54%, mesmo tendo pago alguns atrasados. Ou seja, dinheiro tem, falta investimento" disse Denise Teixeira, coordenadora do Sepe.

A Prefeitura informou ainda que "todos os recursos disponíveis estão sendo utilizados para pagamento dos servidores, da dívida deixada pela gestão anterior e para a manutenção dos serviços essenciais".

Calendário do Sepe:

- 14/09 (quinta-feira) - panfletagem no Largo Santo Antônio, às 9h;
- 15/09 (sexta-feira) - assembleia, às 18h, no Edilson Duarte; 
- Acompanhamento das sessões na Câmara Municipal; 
- Assembleia extraordinária no Edilson Duarte, assim que sair o pagamento.

Colunistas

Suely Pedrosa - Social Tudo sobre a Região dos Lagos
Ricardo Sanchez - Esportes O espírito da 10 de Zico
Ademilton Ferreira - Política Os bastidores da política
Vilma Matos - Editorial Outubro Rosa