“Eles começam um a acusar o outro, mas há 20 anos estão juntos”, diz Carlão sobre seus opositores

Empresário é candidato a Prefeitura de Cabo Frio e diz que o povo não aguenta mais ser saqueado e violado, por isso, ganhará a eleição

Por Redação JS em 15/09/2016 10h39
Na manhã desta quinta-feira, dia 15, o Portal JS e a Rádio Litoral FM entrevistaram o candidato a Prefeitura de Cabo Frio, Carlão. Carlos Felipe é do PHS e falou sobre adversários e planos para a prefeitura. Confira:


Portal JS: Quem é o Carlão?
CF – Sou empresário, cidadão de bem, com 52 anos de idade. Sou formado em Direito, Administração e tenho uma especialidade na área de Economia. Sempre trabalhei com auditorias, multinacionais, com desenvolvimentos de projetos. Casei uma única vez na vida, tenho filha, neto. Somos pessoas unidas e do bem. Nunca na vida respondi a um processo. Todo meu patrimônio está no meu Imposto de Renda. Então, alguém tem que se colocar a frente para enfrentar esse grupo político que vem governando a cidade de forma irresponsável. Acho que o povo não aguenta mais isso, ser violado, saqueado. Esse governo de Alair é ilegítimo, porque se manteve desde o primeiro dia de governo com liminar. Ele nem sequer sabia se ia chegar até o final, então não teve nenhum interesse pelo povo. Seu interesse foi acomodar seus aliados políticos. Nós vamos cometer esse mesmo erro? E esses deputados fizeram o que por Cabo Frio? Outro candidato que diz já eleito, se ganhar, vai governar com liminar, não sabe nem se vai tomar posse. É ele que nós vamos eleger? Mais um governo ilegítimo. 



Portal JS: Porque o senhor resolveu ser candidato a Prefeitura de Cabo Frio?
CF – Eu entendo que a Prefeitura de Cabo Frio não pertence a nenhum grupo político. Eu, como cidadão, escolhi essa cidade maravilhosa para viver com a minha família e eu venho acompanhando a política implementada na cidade há 20 anos. São duas décadas que a cidade vem trocando de mão com o mesmo grupo político. Então, eles elegem os deputados, os prefeitos, são secretários e no final eles são todos iguais. Continuam todos no mesmo bloco, na mesma gestão, independentemente do prefeito que venha. É só observar que um determinado candidato vem disputando a prefeitura de novo. Ou seja, todos eles fizeram parte do governo nos últimos 20 anos. Hoje eles começam um a acusar o outro, mas há 20 anos que eles estão juntos. Todas as vezes que tem um processo eleitoral, eles viram oposição um ao outro. Eu não tenho um centavo do meu patrimônio do dinheiro público, sempre ganhei através da iniciativa privada. Eu ganhei dinheiro lá fora e escolhi Cabo Frio para viver o final da minha vida, mas não tem como prestar atenção a essa caça política. A cidade de Cabo Frio precisa se renovar, reagir. As pessoas tem que entender que dinheiro público pertence ao povo, então esse dinheiro tem que ser aplicado com responsabilidade, em prol do povo, não de um segmento político. Eles têm o compromisso de se manter no poder, o poder para eles vale mais que a felicidade do povo. 



Portal JS: Como que o senhor governaria Cabo Frio, caso ganhe a eleição? 
CF – Eu tenho certeza que eu vou ganhar a eleição. O povo de Cabo Frio está acordando, está começando a entender qual é o real significado de um gestor, está sofrendo na pele. Então, levando em conta que eu não tenho acordo político nenhum, ninguém vai me ligar para cobrar, quem vai me eleger é o povo de Cabo Frio. Vou ter verdade, transparência e responsabilidade para escolher pessoas técnicas. Não me importa a questão partidária, eu, com minha a equipe, vamos escolher os melhores para nos ajudar a governar. O prefeito não pode governar a prefeitura para ele, distribuído secretarias para as suas famílias, gastando dinheiro público com irresponsabilidade.






Colunistas

Suely Pedrosa - Social Tudo sobre a Região dos Lagos
Ricardo Sanchez - Esportes Dupla vascaína
Ademilton Ferreira - Política Os bastidores da política
Vilma Matos - Editorial Alvo humano