Empresário espancado em Búzios recebe alta e retorna para casa

Jovem se envolveu em confusão em saída de mercado há um mês. Esposa de Guilherme Crespo havia noticiado melhora em rede social.

Por Redação JS em 08/09/2016 07h35

O empresário Guilherme Crespo, de Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense, que foi agredido por um grupo em Armação dos Búzios, no dia 6 de agosto, e ficou em estado grave, recebeu alta na última terça-feira (6). A informação é da direção do Hospital Estadual Roberto Chabo, onde ele estava internado.


No dia 29 de agosto a família de Guilherme, que tem 26 anos, informou que ele já ficava em pé e não necessitava de sonda para se alimentar.


O jovem foi espancado por um grupo em Búzios após uma confusão na saída de um mercado na área central da cidade no dia 6 de agosto. Ele sofreu traumatismo craniano e foi internado em estado grave.


De acordo com a irmã da vítima, que conversou com a equipe de reportagem da Inter TV na ocasião, o problema começou quando Guilherme e um amigo, que também foi agredido, foram acusados de furtar produtos do mercado. Ainda segundo a parente do jovem, eles tinham ido ao local comprar bebida, como contou o jovem, que passa bem. Eles foram cercados na rua e espancados, inclusive, com pedaços de pau.


No dia 11 de agosto, a Justiça decretou a prisão temporária de 5 homens suspeitos de terem espancado Guilherme. A prisão temporária é de 30 dias, prorrogável por mais 30. Segundo a sentença do juiz Marcelo Alberto Chaves Villas, que aceitou o pedido de prisão feito pelo Ministério Público, "[...] há nos autos prova de materialidade, conforme filmagem e fotos, além de boletim de evolução clínica de uma das vítimas". No entanto, até o momento, ninguém foi preso.

 

Colunistas

Suely Pedrosa - Social Tudo sobre a Região dos Lagos
Ricardo Sanchez - Esportes O espírito da 10 de Zico
Ademilton Ferreira - Política Os bastidores da política
Vilma Matos - Editorial Corrupção sem fim!