Candidata à Prefeitura de Búzios, Shirlei Branco fala sobre seu plano de governo

Shirlei, esteve Estúdios da Rádio Litoral e falou sobre o momento do município, saúde, educação, trânsito e a influência de seu esposo e ex-prefeito Toninho Branco em um possível mandato como prefeita!

Por Redação JS em 29/08/2016 16h29

O Portal JS, em parceria com a Rádio Litoral, está realizando entrevistas com os candidatos as prefeituras da Região. Os entrevistados de hoje seriam Marco Antônio (PHS) de Iguaba Grande, e Shirlei Branco (PR), de Búzios. Por meio de sua assessoria, fomos informados que o candidato Marco Antônio não iria comparecer por problemas de saúde. Já Shirlei, esteve pela manhã nos Estúdios da rádio e falou sobre o momento do município, saúde, educação, trânsito e a influência de seu esposo e ex-prefeito Toninho Branco em um possível mandato como prefeita! Confira a entrevista na íntegra: 


Matheus Ferreira (JS): Candidata, qual a sua avaliação da saúde de Búzios hoje em dia?


Shirlei Branco: Bom, a saúde de Búzios anda doente, como a maioria do país, está muito doente. As reclamações que a gente tem, é que nem o básico está tendo no hospital. Não têm como fazer curativo, não tem remédio, remédios prescritos pelos próprios médicos, que eles não conseguem nos postinhos. Então, a dificuldade para a pessoa carente é muito grande.


JS: Qual seria a saída, em sua opinião, para melhorar essa área de saúde buziana?


SB: É uma coisa tão básica, quem olha de fora, pelo menos, vê isso. É a reunião com os médicos para a prescrição só de remédios que tenham no posto, ou então, quando prescrever aquele tipo de remédio, tem que ter comprado um número “x” do medicamento, para que pessoa ao chegar lá e tenha a mínima condição de se tratar. A primeira dose deve ser dada no momento em que a pessoa vai lá (consulta). Foi um problema que eu vi de perto, numa madrugada que a minha filha passou mal. Eu tive condições de correr atrás de uma farmácia numa madrugada, e 90% da população não tem essa condição. Não tem van de madrugada, não tem farmácia aberta de madrugada. Então, a base é fornecer até essa medicação inicial no primeiro momento.

 

JS: Como todos sabem, a cidade de Búzios é uma cidade muito turística, e a Avenida José Bento Ribeiro fica, principalmente no verão, muito carregada, congestionada. Existe alguma forma de melhorar aquele trânsito em Búzios?


SB: Sim, com certeza. O nosso projeto, que é a continuação. O Toninho fez uma parte da Via Azul, perto do centro, e a nossa ideia, nossa meta, é fazer até a Rasa, que eu já batizei de Via Dourada, pra arrumar toda a cidade e duplicar toda a entrada de Búzios.

 

JS: Em sua opinião, qual é o maior problema de Búzios hoje?


SB: É a questão da educação e saúde. A questão para o povo. Como Búzios é uma cidade turística, você precisa arrumar a cidade para oferecer o mínimo de condições para um turista querer voltar. Não adianta nada ele vir e não querer voltar. Por exemplo, quando esse turista vier a Búzios, ele saber que na semana seguinte vai ter um festival, então se tem que montar um calendário prévio, para quando a pessoa chegar, saber na semana seguinte em diante o que vai ter na cidade, em relação a eventos.

 

JS: Como sabemos, a senhora é esposa do ex-prefeito, Toninho Branco. Qual seria a influência de Toninho no seu possível mandato?


SB: A influência dele é total, porque ele é a única pessoa que realmente entende e conhece o povo. A gente conhece muito pouco, ele conhece porque ele vai “na realidade”. Ele pega a van e vê a situação do povo, muitas reclamações de que de 06:00 às 08:00 da manhã, você não tem uma van. Como eu saberia disso, se não fosse ele indo lá pra checar tudo isso? Então, a influência dele vai ser total nessa questão. Tudo que se disser “o povo”, você tem que colocar Toninho Branco.


JS: - A candidata afirmou que a educação também é um problema em Búzios. Qual é o problema da educação e qual seria a solução?


SB: Bom, o problema, é que as crianças não têm o mínimo, o básico. A gente não tem creche, não tem escola direita, não se tem um ensino integral. Precisa fazer com que a criança goste de estudar, então você precisa ter um ensino integral para que a criança, na parte da manhã, faça reforços na área em que ela estiver ruim, porque muitas vezes, o problema dela na educação não é na matéria em si, mas com o próprio professor. Então se precisa ter diferentes professores nessas mesmas áreas para ajudar essa criança a vencer aquele obstáculo.


Nesta terça-feira (30), os entrevistados serão: O candidato à prefeito de Iguaba, Rodolfo Pedrosa (PR) às 8:45 e o candidato à prefeito de Búzios, Claudio Agualusa (PRP) às 9:15. Não perca!

Colunistas

Suely Pedrosa - Social Tudo sobre a Região dos Lagos
Ricardo Sanchez - Esportes O espírito da 10 de Zico
Ademilton Ferreira - Política Os bastidores da política
Vilma Matos - Editorial Violência desenfreada