Epidemia de doenças reflete em alta no preço do camarão em Cabo Frio

O quilo do camarão esta chegando a até R$ 42.

Por Thais Pinheiro em 25/09/2016 10h33
A epidemia de uma doença nos criadouros do Nordeste do país, principal fornecedor de camarão para a Região dos Lagos, está matando o crustáceo e o tornando mais caro. O reflexo já é sentido em Cabo Frio, onde o quilo da Iguaria sofreu reajuste. A praga é chamada de mancha branca e está atingindo as fazendas.

Na banca do comerciante Zélio da Silva, o camarão é o carro chefe, mas por causa da escassez no mercado, ele foi obrigado a aumentar o peço. O quilo do camarão cinza estava custando R$ 20 há dois meses. Atualmente, o cliente está pagando R$ 33. Já o quilo dos camarões maiores chega a R$ 42.

"Eu ia fazer um bobó, mas cheguei aqui e fiquei chocada com o preço. Eu não sei o que aconteceu com o camarão. Acho que vou desistir do bobó e mudar para peixe", disse uma consumidora. Já uma outra moradora e cliente da banca não teve como escapar.

"Vou ter que levar, prometi para as crianças. Vou pagar caro, mas só dessa vez. Está terrível, muito caro. Uma diferença muito grande", disse Cláudia.

Com o aumento nos preços, os consumidores também já estão pagando mais caro pelos pratos a base de camarão. Gilson dos Santos, por exemplo, conta que tentou evitar o reajuste por aproximadamente um mês, mas alguns itens do cardápio já tiveram acréscimo de 12 a 15%.

"Eu repassei um pouquinho [o aumento]. Um aumento pequeno, mas tive que aumentar, senão tem como trabalhar, pois minha despesa é grande", lamenta o dono do restaurante.




Colunistas

Suely Pedrosa - Social Tudo sobre a Região dos Lagos
Ricardo Sanchez - Esportes O espírito da 10 de Zico
Ademilton Ferreira - Política Os bastidores da política
Vilma Matos - Editorial Famílias destruídas