Escritor Cabofriense cria campanha para inspirar pessoas comuns a escrever livros

Campanha nas redes sociais #SomosTodosEscritores conta com doação de 200 livros para escolas públicas

Por em 10/08/2016 11h36
Carlos Henrique Ferreira, jovem escritor de 25 anos, lançou seu primeiro livro “Almanaque da Imprensa Cabofriense” na 17ª edição da Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro, em setembro de 2015.

O jovem Cabofriense se inscreveu no Programa Municipal de Editais de Fomento e Difusão Cultural (PROEDI), foi contemplado e graças aos 10 mil que recebeu, seu sonho tornou-se realidade.

O autor conta que nunca tinha imaginado em se tornar um escritor: “meu primeiro livro nasceu de forma inusitada, a partir de anotações sobre as histórias da imprensa da minha cidade, quando me dei conta já havia material suficiente para publicar uma obra literária”.

Para desperta o desejo pela escrita em pessoas comuns e de todas as idades, o jovem escritor criou a campanha nas redes sociais #SomosTodosEscritores  e também fará palestras em escolas públicas, com doação de 200 exemplares de seu primeiro livro, uma contra partida social ao PROEDI, Programa Municipal de Editais de Fomento e Difusão da Cultura, que financiou o projeto.

Carlos também expôs seu livro na Bienal do Livro de Minas Gerais, em abril de 2016, e deseja orientar os futuros escritores a captar recursos para a publicação de obras: “que muitas vezes se torna inviável devido aos altos custos”, concluiu o autor, que também busca parceiros para participar da sua terceira bienal, desta vez em São Paulo.

O “Almanaque da Imprensa Cabofriense” faz uma homenagem aos profissionais e aos veículos de comunicação de Cabo Frio.

Colunistas

Suely Pedrosa - Social Tudo sobre a Região dos Lagos
Ricardo Sanchez - Esportes O espírito da 10 de Zico
Ademilton Ferreira - Política Os bastidores da política
Vilma Matos - Editorial Violência desenfreada