Guarda Marítima e Ambiental de Cabo Frio socorre embarcação à deriva nesta segunda-feira

Uma lancha denominada “Trindade” estava à deriva devido a problemas mecânicos.

Por Ascom Cabo Frio em 05/01/2016 08h06

Na tarde desta segunda-feira (4/1), embarcação da Guarda Marítima e Ambiental de Cabo Frio (GMA) foi chamada para atender a um pedido de socorro de uma lancha, denominada “Trindade”, que estava à deriva devido a problemas mecânicos.

 

Ao chegar ao local, próximo ao terminal pesqueiro, a tripulação da embarcação da guarda marítima constatou que na lancha tinham seis pessoas a bordo, todas adultas, e que elas estavam em risco, pois o problema tinha acontecido pela falta de combustível.

 

De acordo com o comandante e superintendente da GMA, Sérgio Guedes, estes problemas estão se tornando frequentes, com embarcações de esporte e recreio que saem de suas marinhas ou garagens náuticas sem obedecerem aos procedimentos básicos e obrigatórios para sair ao mar.

 

 - Fazer um check list baseado nas normas da autoridade marítima, que entre vários itens a serem verificados, recomendam que os proprietários e condutores de embarcações observem a quantidade necessária de combustível para estar no mar - diz Guedes.

 

Embora a Capitania dos Portos e a Guarda Marítima estejam sempre prontas e em prontidão para atender os pedidos de socorro de embarcações em perigo no mar, os proprietários e condutores das embarcações devem ser os principais responsáveis pela segurança de suas embarcações e das pessoas que nelas estiverem embarcadas.

Colunistas

Suely Pedrosa - Social Tudo sobre a Região dos Lagos
Ricardo Sanchez - Esportes O espírito da 10 de Zico
Ademilton Ferreira - Política Os bastidores da política
Vilma Matos - Editorial Violência desenfreada