Horário de verão: redução na demanda de energia pode chegar a 4,5% nas horas de ponta

Relógios serão adiantados em uma hora neste domingo (16)

Por Redação JS em 14/10/2016 12h59
A partir da zero hora deste domingo (16), entra em vigor o horário de verão em parte do território nacional. Os relógios deverão ser adiantados uma hora em relação ao horário normal. O novo horário, que termina no dia 19 de fevereiro de 2017, será instituído nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do país. Nos últimos dez anos, a medida tem possibilitado uma redução média de 4,5% na demanda por energia no horário de maior consumo, segundo dados do Ministério de Minas e Energia.
 
O principal objetivo da implantação do horário de verão é o maior aproveitamento da iluminação natural, proporcionando a queda na demanda em função do deslocamento da carga no período mais crítico do dia. Os clientes podem aproveitar o novo horário para adotar novos hábitos e economizar energia.
 
Abaixo, algumas dicas básicas da Ampla que podem ajudar os clientes a economizar:
 
- Acostume-se a aproveitar a luz natural durante o dia.
 
- De preferência para lâmpadas fluorescentes compactas em locais que ficam com as luzes acesas mais de quatro horas; elas consomem menos e duram dez vezes mais.
 
- Na hora de comprar um eletrodoméstico, verifique se ele possui o Selo Procel de Economia de Energia classe A, que são os campeões da economia.
 
- Não ligue muitos aparelhos na mesma tomada com o uso de benjamins, pode provocar aquecimento nos fios, causando desperdício de energia e até mesmo acidentes graves.
 
- Verifique as condições de suas instalações elétricas periodicamente.
 
- Instalações antigas, com muitas emendas ou feitas com fios de telefone, causam desperdício de energia e podem causar incêndios.
 
- Pinte as paredes e tetos com cores claras, que refletem melhor a luz.
 
- Use iluminação dirigida para leitura, como abajures e luminárias.
 
- Em uma viagem longa, desligue a chave geral da casa.
 
 
 Geladeira:
- Não utilize a parte de trás para secar objetos.
 
- Degele e limpe a geladeira com frequência.
 
- Não forre as prateleiras do seu refrigerador, isso dificulta a circulação interna do ar.
 
- Instale o aparelho em um local bem ventilado, longe do fogão, aquecedor e áreas expostas ao sol.
 
Ferro de passar roupa:
- Junte o máximo de peças de roupas para passá-las de uma única vez.
 
- De preferência aos ferros a vapor, que são mais econômicos.
 
- Comece passando os tecidos mais delicados, que necessitam de menos calor, até chegar às peças mais pesadas.
 
- Sempre que precisar interromper o serviço, desligue o ferro.



 
Chuveiro elétrico:
- Feche a torneira para se ensaboar.
 
- Tome banhos rápidos e, se possível, com a chave de temperatura na posição "verão", o que pode reduzir o consumo em até 30%.
 
- Compre sempre chuveiros de menor potência (2 a 6 kW), que são eficientes e consomem menos.
 
- Limpe com frequência os orifícios de saída de água. Se eles não estiverem limpos, você terá menos água e o chuveiro terá que ficar mais tempo ligado.
 
Ar condicionado:
- Evite a entrada de sol no ambiente refrigerado e instale o aparelho em um ambiente com boa circulação de ar.
 
- Mantenha os filtros de ar limpos.
 
- Compre o equipamento com potência adequada ao tamanho do ambiente onde você pretende instalá-lo.
 
Máquina de lavar roupas:
- Procure lavar de uma só vez a quantidade máxima de roupas indicada pelo fabricante.
 
- Use a dose certa indicada no manual para reduzir o número de enxágues.
 
- Mantenha o filtro limpo.


 

Colunistas

Suely Pedrosa - Social Tudo sobre a Região dos Lagos
Ricardo Sanchez - Esportes Dupla vascaína
Ademilton Ferreira - Política Os bastidores da política
Vilma Matos - Editorial Alvo humano