Iran BZ apresenta novo show no Teatro Popular de Rio das Ostras

Músico mostra influências nordestinas na sexta, 29, às 20h

Por em 26/07/2016 09h03
Iran BZ é um músico versátil e que representa muito bem a canção brasileira. Nascido no Ceará, imprimi em sua arte os mais diversos gêneros musicais. Nesta sexta-feira, dia 29 de julho, o cantor e compositor se levará novo show, intitulado “O Parto”, para o público riostrense. A apresentação acontecerá no Teatro Popular, a partir das 20h, com ingressos a R$ 15, na promoção, até dia 28. No dia do show, o publico poderá adquirir por R$ 30. Classificação livre.

“Definições são sempre superficiais. Não gosto de rótulos, minha música não pode ser rotulada por ser extração de uma vida cheia de idas e vindas, com muitos motes, muitos motivos diferentes, muitos ritmos”, conta Iran sobre suas inspirações artísticas.

MÚSICO - Iran BZ é um músico nordestino e sua sonoridade plural tem uma estreita relação com a diversidade cultural histórica do Brasil. Misturando os mais diversos gêneros, sem se engessar, Iran passa pelo maracatu, samba, funk, rock, típicos da construção da musicalidade brasileira. O que esperar então de BZ, que reúne diversos modos de vida, formas de expressão e identidades? Uma música que propõe a miscigenação harmônica, melódica e poética, que desperta no receptor a multiplicidade da nossa cultura.
 
Cada faixa assinada, em seu próximo álbum, “O Parto”, traz uma personalidade distinta, um “eu” que fala e que transborda o tempo ordinário, dando ritmo a música e a seus questionamentos pessoais. “Quando se pensa em algo universal, logo nos remetemos à linguagem essencial e plural. A arte deve ser tratada como algo ilimitado, um quarto sem paredes, com vista para tudo que a imaginação possa criar”, complementa o músico.

O PARTO - Um parto é sempre uma renovação, alguém que chega. A esperança do novo, um ser que vem para renovar um pedaço do planeta. E este é o nome do novo trabalho de BZ, que vem sem rótulos de estilos e ritmos, que difere de seu primeiro disco, possibilitando diversas experimentações estilísticas. De uma forma bem intimista, o músico resolveu expressar nas recentes composições o seu papel no mundo, na arte e os questionamentos que faz sobre o desconhecido.

Iran conta que sua vida mudou depois de assistir a performance de um violoncelista que abria o show de Caetano Veloso, em Fortaleza, e que posteriormente iria se aproximar dele e se tornar uma das participações especiais do disco. Esse “cara” é Jaques Morelembaum, que fez Iran refletir, se renovar e se reinventar.“Tudo que percebo como algo feito com verdade, me comove e influencia”, explica o cantor.

GRANDES NOMES - Iran já é fortemente conhecido nos estados do Rio de Janeiro, Espírito Santo e Ceará. Suas participações em grandes festivais e eventos musicais destacaram o artista no cenário da boa música levando-o a abrir shows de grandes ícones da MPB, como Alceu Valença, e parceria em gravações com nomes da arte nacional, como o gaitista Jefferson Gonçalves, e internacional como o violonista flamenco Zezo Ribeiro.  BZ também pôde gravar com o maestro e violoncelista Jaques Morelembaum, que se destacou por tocar com ícones como Tom Jobim, Caetano Veloso e Gilberto Gil.

JAZZ & BLUES – O maior festival de Jazz & Blues do Brasil acontece em Rio das Ostras, interior do Rio de Janeiro, e BZ passou por lá por duas vezes para mostrar sua música e o jeito musical tão singular. Entre o cenário que já apresentou grandes nomes internacionais como Al Jarreau, pôde subir em um dos palcos do evento que atrai, em cada edição, cerca de 50 mil espectadores.

Colunistas

Suely Pedrosa - Social Tudo sobre a Região dos Lagos
Ricardo Sanchez - Esportes O espírito da 10 de Zico
Ademilton Ferreira - Política Os bastidores da política
Vilma Matos - Editorial Corrupção sem fim!