Janio afirma que o seu compromisso com Marquinho Mendes acabou na última eleição

Em entrevista exclusiva ao Jornal de Sábado, o deputado estadual, Janio Mendes, continuou falando sobre a polêmica do empréstimo que o prefeito de Cabo Frio quer fazer e afirmou que seu exército está pronto para a próxima eleição. Além disso, Janio frisou que seu compromisso com o ex-prefeito, Marquinho Mendes, acabou na última eleição.

Por Ademilton Ferreira em 14/09/2015 16h21

JS - Nós sabemos que o país passa por um momento difícil, até que ponto, na sua visão, diante da forma que o prefeito tem atuado? Como poderíamos evitar que Cabo Frio tivesse passando por essas situações adversas?

Janio - Poderia ser evitado se houvesse responsabilidade, zelo e honestidade no trato com o dinheiro público. Porque Cabo Frio em 2013/2014 teve a maior arrecadação da sua história. Quando nos começamos a passagem a R$1,00, o orçamento do município era de 500 milhões. Em 2014, o município arrecadou R$900 milhões, em 2013 foram R$870 milhões, então, nada justifica que hoje tenhamos essa situação de dificuldade, então, primeiro, é preciso que “Eu cumpri fielmente meu compromisso. Felizmente eu fui eleito e ele também, nosso compromisso acabou ai” Janio afirma que o seu compromisso com Marquinho Mendes acabou na última eleição Em entrevista exclusiva ao Jornal de Sábado, o deputado estadual, Janio Mendes, continuou falando sobre a polêmica do empréstimo que o prefeito de Cabo Frio quer fazer e afirmou que seu exército está pronto para a próxima eleição. Além disso, Janio frisou que seu compromisso com o ex-prefeito, Marquinho Mendes, acabou na última eleição. o prefeito explique o que fez com esse dinheiro do município. Além de receber R$ 1 bilhão e R$ 800 milhões, durante o ano 2013/ 2014ª, ele ainda antecipou o empréstimo do Banco do Brasil no valor de R$ 112 milhões, então nos estamos falando de R$ 2 bilhões que sumiram das contas da cidade nos últimos dois anos, porque sumiram? Porque a prefeitura deve a mais de 270 fornecedores? As obras que prefeitura iniciou como no bairro do Guarani, na Avenida Joaquim Nogueira estão paralisadas, a passagem a R$1,00 continua funcionando, mas quem paga é uma empresa, a prefeitura deve a uma empresa R$14 milhões, a coleta de lixo continua funcionando mas quem banca também é uma empresa, empresa qual a prefeitura deve quase R$30 milhões, então onde foi para o dinheiro da prefeitura? Dar mais R$350 milhões, sem a garantia que esse dinheiro vai ser aplicado com responsabilidade e comprometer o futuro da cidade, é uma temeridade na situação atual que Cabo Frio se encontra.


JS - O senhor diz que é pré- candidato a prefeito, mas lá atrás caminhou com Marquinho Mendes, o que aconteceu de lá pra cá?

Janio - Eu tinha uma aliança com Marquinho Mendes para eleição de 2016, onde eu o apoiei para deputado federal e ele me apoiou para Deputado Estadual. Eu cumpri fielmente meu compromisso, o apoiando em todas as cidades, em todos os encontros, reuniões e caminhadas. Felizmente eu fui eleito e ele também, nosso compromisso acabou ai.


JS - O senhor conta com o apoio do Governo do Estado para essa empreitada? Apoio como o de Pezão e Picciani?

Janio - Tenho uma relação de respeito e carinho com o Governador Pezão e o Deputado Jorge Picciani. Vou buscar todos os apoios possíveis e necessários para a cidade e vou continuar buscando, se Deus me der a honra de um dia ser prefeito da cidade.


JS - Eleição se ganha com grupo, de onde virão seus soldados?

Janio - Meus soldados já estão nas ruas, hoje eu tenho a melhor nominata de candidatos a vereadores, vou fazer uma grande aliança e tenho na população de Cabo Frio esse grande exército, com disposição, para mudar o futuro da cidade.


JS - Uma coisa que é patente nos seus discursos, é sobre o modelo administrativo implementado em Cabo Frio, quando o senhor fala isso, está colocando Alair e Marquinho no mesmo patamar?

Janio - Eu coloco esses 20 anos de história, onde a gente construía o mesmo modelo de limpeza pública, ao mesmo modelo de aplicação de recursos em cargos comissionados, em uma prefeitura inchada, onde não tivemos investimento em geração de emprego. Em dado momento na nossa história, Marquinho olhou de forma diferenciada para Educação e fez o modelo de escola padrão, também olhou para a área social e fez o Café do Trabalhador, a Passagem a R$ 1,00, mas não mudou a essência do modelo, de estar nesse pilar, coleta de lixo, limpeza pública e máquina inchada, nesse ponto, coloco os dois na mesma situação, e quando falo em mudar esse modelo, é mudar a essência. Cabo Frio precisa mudar isso, qualquer um que governe a cidade amanhã, se não mudar vai condenar a cidade a falência, como estamos vendo hoje. Nós começamos lá atrás, com R$ 120 milhão ano, hoje estamos com R$ 1 bilhão por ano, então esse modelo faliu, ele se exauriu, é isso que eu venho dizendo, que esse modelo se esgotaria e levaria nossa cidade para o caos, e é o caos que estamos vivendo hoje.


JS - Então o senhor está pronto para enfrentar Alair Corrêa, Marquinhos Mendes e os demais candidatos?

Janio - Estou pronto para fazer a defesa da cidade, e se para fazer a defesa da cidade for necessário fazer um enfrentamento a Alair, Marquinho ou qualquer outro, eu farei.

Colunistas

Suely Pedrosa - Social Tudo sobre a Região dos Lagos
Ricardo Sanchez - Esportes O espírito da 10 de Zico
Ademilton Ferreira - Política Os bastidores da política
Vilma Matos - Editorial Outubro Rosa