Lava Jato aponta propina em obras da Odebrecht em Rio das Ostras

Ilegalidades foram citadas no relatório da PF na 35ª fase da Lava Jato. Dois codinomes foram citados no relatório.

Por G1.com em 27/09/2016 10h05

Ilegalidades em obras da Odebrecht Ambiental, em Rio das Ostras, foram citadas no relatório da Polícia Federal relacionado à 35ª fase da Operação Lava Jato, que aconteceu nesta segunda-feira (26) e resultou na prisão temporária do ex-ministro Antônio Palocci.


No relatório foram citados pagamentos de vantagem indevida ao codinome Atravessador, relacionados a obras da Odebrecht Ambiental na cidade, havendo menção a autorização do codinome pelo próprio Marcelo Bahia Odebrecht.


Também foram citados pagamentos de vantagem indevida ao codinome Cassino, cuja autorização foi expressamente dada por Marcelo Bahia Odebrecht e vinculados a obras no município de Rio das Ostras.

Colunistas

Suely Pedrosa - Social Tudo sobre a Região dos Lagos
Ricardo Sanchez - Esportes O espírito da 10 de Zico
Ademilton Ferreira - Política Os bastidores da política
Vilma Matos - Editorial Outubro Rosa