Menina recebe soro fora da validade em UPA de Cabo Frio, diz família

Família levou a menina de 8 anos à UPA de Tamoios na quinta (13)

Por Fonte G1 em 14/10/2016 11h44
Uma mulher reclama que sua filha, uma menina de 8 anos, recebeu duas bolsas de soro com validade vencida na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Tamoios, 2º distrito de Cabo Frio, nesta quinta-feira (13). O soro estaria vencido desde novembro de 2015, de acordo com a família.

Viviane Araújo, mãe da criança, percebeu a data de validade quando foi verificar se a segunda bolsa de soro já havia terminado. Ela afirma que a filha foi liberada da unidade, e que a chefia da UPA informou que as bolsas vencidas seriam retiradas de uso.

"Foi um absurdo. Eu procurei a administradora da UPA. Me mandaram pra chefe. Na minha cabeça, naquela hora minha filha ia morrer. A chefe tava almoçando e foi bem fria. Ela falou que ia tirar o soro vencido, mas não fez nada. Ela não me deu muita atenção e nem esclarecimento para eu ficar calma", relata Viviane.

A menina chegou à unidade com vômitos e dores na barriga, mas sem febre. Quando liberada, a criança foi levada para casa e, segundo a família, continuou sentindo as mesmas dores, mas acordou sem sintomas na manhã desta sexta-feira (14).

"É uma revolta. Primeiro bateu desespero porque podia ter perdido a minha filha, e a mulher não poderia trazer minha filha de volta. Imagina se fosse com pessoas idosas, que não prestam atenção nesse tipo de coisa. O sentimento é de impotência, pois não tenho condições de pagar um medico particular", conta a mãe da menina.

Colunistas

Suely Pedrosa - Social Tudo sobre a Região dos Lagos
Ricardo Sanchez - Esportes O espírito da 10 de Zico
Ademilton Ferreira - Política Os bastidores da política
Vilma Matos - Editorial Outubro Rosa