Menor suspeito de matar psiquiatra se entrega a polícia

Menor vai responder por ato similar a latrocínio em Cabo Frio. Adilson Bechara foi morto a facadas no último domingo (14).

Por Redação JS em 22/08/2016 08h11

O adolescente de 15 anos que estava sendo procurado pela morte do psiquiatra Adilson Bechara se entregou à delegacia de Cabo Frio, na noite desta sexta-feira (19), cinco dias após o crime. De acordo com o delegado Carlos Abreu, da 126ª DP, o menor de idade vai responder por ato análogo a latrocínio, que é o roubo seguido de morte.


O advogado do adolescente acompanhou o depoimento. Segundo o delegado, durante o interrogatório o menor confessou que exigiu dinheiro da vítima e a golpeou utilizando uma faca.


O psiquiatra, que era diretor do Centro de Atenção Psicossocial (Caps) da cidade, foi morto a facadas na madrugada do domingo (14), dentro do seu carro, que estava estacionado na orla da Praia do Forte, próximo aos quiosques. 


A vítima chegou a ser encaminhada ao Hospital Central de Emergências por pessoas que estavam no local, mas não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade.


Um travesti, suspeito de estar acompanhando o menor no momento do crime está sendo procurado.


Colunistas

Suely Pedrosa - Social Tudo sobre a Região dos Lagos
Ricardo Sanchez - Esportes O espírito da 10 de Zico
Ademilton Ferreira - Política Os bastidores da política
Vilma Matos - Editorial Outubro Rosa