Morre o cantor e compositor Vander Lee, aos 50 anos

Mineiro passou mal enquanto fazia sessão de hidroginástica e teve 12 paradas cardíacas

Por Redação JS em 05/08/2016 12h40

O cantor e compositor mineiro Vander Lee morreu por volta de 8h desta sexta-feira, aos 50 anos. O músico, cujo nome de batismo é Vanderli Catarina, passou mal enquanto fazia uma sessão de hidroginástica, em Belo Horizonte, e foi levado ao hospital, com o diagnóstico de um aneurisma no coração.


Segundo o site do "Estado de Minas", Vander Lee sofreu um infarto na tarde desta quinta e foi operado durante a noite. Ele teria sofrido 12 paradas cardíacas. O Hospital Madre Teresa, onde Lee foi internado em Belo Horizonte, informou que ele foi operado com sucesso. No entanto, ele "passou por episódio de arritmia ventricular seguido de parada cardíaca, passando por sucessivas tentativas de reanimação".


O velório do músico será realizado no Teatro Francisco Nunes, a partir de 16h30mim, e o enterro está confirmado para este sábado, no cemitério Bosque da Esperança, em Belo Horizonte, em horário a ser definido.



Ao longo de sua carreira, o músico mineiro acumulou parcerias com grandes nomes da MPB, como Gal Costa, Maria Bethânia, Elza Soares, Zeca Baleiro e Nando Reis. No começo de julho, ele gravou no Espaço Tom Jobim, no Rio, seu terceiro trabalho ao vivo, intitulado "Vander Lee - 20 anos". Sua discografia conta com nove discos, entre registros de estúdio e ao vivo.


Lee despontou ao vencer o festival Canta Minas de 1996, produzido pela Globo Minas. Embora tenha lançado seu primeiro disco no ano seguinte, em 1997, ele só conseguiu sucesso comercial e nacional em 2002, quando Gal gravou sua canção "Onde Deus possa me ouvir".


Pelo Twitter, o padre Fábio de Melo lamentou a morte. "Que tristeza, minha gente! O Brasil perdeu um grande artista. Eu perdi um amigo especial. (...) A morte do outro nos empobrece pois retira-nos o que só ele podia nos dar. Recorro-me a Mia Couto. 'Morto amado nunca para de morrer'".


A morte de Lee foi sentida por veteranos e novatos. Rogério Flausino, da JQuest, publicou, no Facebook, uma foto com ele. O também mineiro LG Lopes, da Graveola e o Lixo Polifônico, disse: "Meu amigo Vandeco. Mestre e conselheiro. Ave rara da canção brasileira. Gratidão por ter tido a chance de conviver contigo".


Já Flávio Venturini escreveu: "Muito triste acordar com a notícia da perda de um querido amigo! Compositor talentoso com bela obra na música brasileira e cara tranquilo e gente boa! Saudades meu ex-vizinho e parceiro! Lamento demais! Meus sentimentos a família!"

Colunistas

Suely Pedrosa - Social Tudo sobre a Região dos Lagos
Ricardo Sanchez - Esportes O espírito da 10 de Zico
Ademilton Ferreira - Política Os bastidores da política
Vilma Matos - Editorial Violência desenfreada