“Muitas das vezes o novo não é bom, porque tem que ter experiência”, diz Alexandre Martins

Com um currículo extenso na política de Búzios, candidato afirma que mais uma vez mostrará o seu empenho e trabalho

Por Redação JS em 01/09/2016 11h09
Hoje, dia 1º de setembro,  também foi dia do Portal JS e a Rádio Litoral FM entrevistar mais um candidato a Prefeitura Municipal de Armação dos Búzios, portanto, foi a vez de Alexandre Martins (PRB) falar sobre seus projetos aos eleitores buzianos. Confira:
Portal JS: Para começar, se eleito, no dia 1º de janeiro de 2017 qual a sua primeira ação?
AM – Primeiro vamos tomar pé de como está tudo lá, das dívidas, porque está tudo atrasado. Vamos ter de levantar tudo que nós temos de dívidas e tocar o barco para frente. Não dá para ficar olhando para trás, a população não espera. Precisamos investir, fazer um governo transparente, sério, e, obviamente, temos essa intenção de fazer diferente e fazer a coisa acontecer. Nós temos uma boa equipe e tenho experiência, sou ex-vereador e vice, e já fui secretário de Saúde e Administração. Então eu conheço tudo e sei o que pode ser feito.

Portal JS: Não podemos deixar de falar na crise e no desemprego. Qual a saída para melhorar o desemprego no município?
AM – É uma cidade turística com 26 praias. Nós temos que fazer um calendário de eventos e não só apresentar. Temos que trazer o turista para a cidade, apoio e patrocínio, o que não está acontecendo. Muita gente acha que a construção civil é o que move, mas muita gente vem primeiro como turista. A cidade precisa ter uma boa infraestrutura para ele investir, aí sim você terá uma construção civil. Temos que divulgar a cidade lá fora, o que não está acontecendo há alguns anos. Búzios não está sendo visto lá fora e não está sendo lembrando. A cidade para ser boa precisa ser boa para o morador. Se não for boa para o morador, o turista vai odiar.

Portal JS: Recentemente Búzios teve alguns episódios de violência. Quais são suas propostas para a Segurança Pública?
AM – Qual o investimento para a Segurança Pública? E o apoio do município? Nós temos um projeto de monitoramento com câmeras na cidade para apoiar a Polícia Militar na questão da segurança. Para até começarmos a inibir. Com ruas escuras é óbvio que o índice é maior. Precisa ter foco, querer fazer, e isso  está faltando. Tem que botar a cara e resolver. Se tiver que procurar o Governador, Secretário de Segurança Pública do Estado, tem que ser feito. O prefeito tem que levantar da cadeira e ir lá. 

Portal JS: O senhor já foi vice-prefeito, além de vereador e secretário. Como a experiência pode ajudar nesse passo?
AM – Muita gente acha que conhecer o legislativo é conhecer tudo. E não é. São questões totalmente diferentes. Você vai executar, requer empenho. Temos que fazer uma administração diferente. Muitas das vezes o novo não é bom, porque tem que ter experiência. 


Colunistas

Suely Pedrosa - Social Tudo sobre a Região dos Lagos
Ricardo Sanchez - Esportes O espírito da 10 de Zico
Ademilton Ferreira - Política Os bastidores da política
Vilma Matos - Editorial Deus está no controle