Natal Musical anima a cidade de Búzios no final de semana

A Praça Santos Dumont, em Búzios, ficou pequena para tanta gente neste final de semana.

Por Ascom Búzios em 22/12/2015 07h48

A Praça Santos Dumont, em Búzios, ficou pequena para tanta gente neste final de semana. É que nos dias 19 e 20, uma incrível dobradinha aconteceu entre o Coral Encanta Búzios e a Academia de Dança Adriano Labis, no palco montado pela Prefeitura Municipal.



O Coral Encanta Búzios fez mais uma de suas apresentações imaculadas, perfeitas do início ao fim, em um trabalho que envolve meninas de todos os níveis sociais e bairros da cidade. 



O maestro Moises Santos preparou para este Natal um repertório eclético, que inclui canções brasileiras e internacionais (algumas acompanhadas de violão e instrumento de percussão tocada por menina do próprio coral). Além disso, foram cantadas tradicionais músicas natalinas. E sem deixar de lado a nossa brasilidade musical, o maestro propôs releituras, adequando o Natal ao clima despojado de Búzios. Foram cantadas músicas nacionais e estrangeiras. O Encanta Búzios é um projeto da Prefeitura de Armação dos Búzios, através da Secretaria Municipal de Educação, Esporte, Ciência e Tecnologia.



Já a Academia de Dança, como uma instância de formação de cidadania, assume sua função social e garante aos alunos, por meio de aulas e palestras, o desenvolvimento de habilidades pessoais, tais como, disciplina, responsabilidade, comprometimento e inserção social.



O espetáculo de Adriano Labis deixou a plateia boquiaberta. A reprodução dos shows da Broadway proporcionou encantamento a todos os que a assistiram este trabalho, que reuniu, em um só palco, os grandes musicais internacionais, retratando o berço das melhores montagens mundo afora, tais como: O  Rei Leão, A Bela e a Fera, Mary Poppins, Fantasma da Ópera e Moulin Rouge, entre outros.

Colunistas

Suely Pedrosa - Social Tudo sobre a Região dos Lagos
Ricardo Sanchez - Esportes O espírito da 10 de Zico
Ademilton Ferreira - Política Os bastidores da política
Vilma Matos - Editorial Famílias destruídas