Noite de cultura e natureza em Cabo Frio

O evento será realizado no Terraço Cultural e Fotográfico Nóris Galiotto, na Avenida Teixeira e Souza, 1.450, no Centro.

Por Redação JS em 17/08/2016 17h47

Uma noite de cultura e de reflexão sobre os crimes ambientais. No primeiro dia de setembro, às 19 horas, acontece em Cabo Frio o concerto de música clássica “Música e Natureza em Harmonia” - um verdadeiro grito contra a agressão ambiental ao Rio Doce (que percorre cidades mineiras e capixabas). O evento será realizado no Terraço Cultural e Fotográfico Nóris Galiotto, na Avenida Teixeira e Souza, 1.450, no Centro.

 

O evento está dentro da programação do 22º Rio Internacional Cello Encounter, que o ambientalista Ernesto Galiotto levou para a Região dos Lagos. Confirmadas as presenças de Gerald Robbins (piano), Angélica de La Rivas (soprano), Diego Carneiro (cello) e Fernanda Canaud (piano).  A entrada é franca, mas é preciso confirmar presença pelo e-mail ambientalista@egaliotto.com.br.

 

O ambientalista autodidata, empresário, fotógrafo e escritor Ernesto Galiotto é apaixonado por boa música e um ferrenho defensor da natureza. Basta dizer que foi ele quem trouxe para Cabo Frio, pela primeira vez, em 1987, a Orquestra Sinfônica Brasileira. Foi ele o autor de denúncias, como as que resultaram no fechamento de 23 mineradoras no segundo distrito do município.

 

Em 1999, inaugurou o Centro de Educação Ambiental e Cultural Érico Verrrísimo, no segundo distrito; e, em 2013, inaugurou o Terraço Cultural Nóris Carmem Galiotto, em Cabo Frio, no primeiro distrito. Galiotto já realizou 110 projetos nas áreas culturais e ambientais, entre eles, 5 restaurações de patrimônios históricos e mais de 40 concertos clássicos.

 

Sua luta pela preservação ambiental ampliou fronteiras com a aquisição do monomotor conhecido como “mico-leão voador”. Seu trabalho hoje é reconhecido nacional e internacionalmente. Em 2014, Galiotto fez o maior inventário existente sobre o Rio São Francisco, e parte dele, está no documentário “Mico Leão Voador em Ação no Velho Chico”. O trabalho não parou por ai, hoje já são 105 mil fotos aéreas e 140 horas de filmagens daquela região. O concerto “Música e Natureza em Harmonia” chama a atenção para a maior tragédia anunciada do país, e será marcado por muitas surpresas.  

 

-- A tragédia que aconteceu no Vale do Rio Doce foi o maior desastre ambiental que já ocorreu no Brasil. E o pior: o perigo ainda não passou – alerta.

Colunistas

Suely Pedrosa - Social Tudo sobre a Região dos Lagos
Ricardo Sanchez - Esportes Dupla vascaína
Ademilton Ferreira - Política Os bastidores da política
Vilma Matos - Editorial Alvo humano