Ogro Poeta de Búzios lançará seu livro em Cabo Frio

Diego Neves, autor do livro “Ogro Poeta”, em entrevista exclusiva, conta um pouco da sua história de vida e fala de suas poesias

Por Redação JS em 13/12/2017 13h46
O jovem Diego Neves, nascido em São João de Meriti, criado no balneário de Armação dos Búzios, está lançando o seu primeiro livro “Ogro Poeta”.  O seu livro, que já foi lançado em Búzios, com direito a participação do Ministro da Cultura, terá seu lançamento em Cabo Frio, na Livraria Nobel, no Shopping Park Lagos. 

A seguir, Diego conta um pouco da sua história de vida e fala de suas poesias. Confira: 

JS – Como você está com o lançamento do seu primeiro livro?
DN – Eu ouvi muito falar em ‘primeiro filho’. Estou muito feliz. É uma realização pessoal, minha e dos meus amigos. Muitas  pessoas conhecem o Diego, o assessor do prefeito. As pessoas agora estão conhecendo um Diego diferente. Desde a escola as professoras falavam que eu escrevia muito bem, as poesias que eu fazia sobre as paixões da adolescência, sempre  inspiradas em Fernando Pessoa, Vinícius de Moraes e Carlos Drummond de Andrade. Isso eu fui desenvolvendo, escrevendo e parei durante um tempo por falta de motivação, do fogo daquela paixão, daquilo que te motiva. Porque eu só escrevia histórias minhas, então, era uma forma muito grande de me expressar e me expor também. As pessoas sabiam como eu estava me sentido, então, aprendi a escrever, a criar uma história a partir dali. Mas as histórias do livro não são somente daquilo que eu vivi, aprendi a escrever a partir das histórias dos outros. Eu tinha quase 300 poemas e coloquei como tarefa lançar o livro esse ano. 

JS – Você falou uma coisa interessante, pois só escreve bem, aquele lê bastante. Através da leitura, você consegue desenvolver a vontade de escrever. 
DN – Desde novinho, a partir da infância que eu tive, pois me dava poucas opções sociais. Já que minha mãe tinha cinco filhos e meu pai foi embora quando eu tinha três meses, tem até três poemas que mechem muito comigo, como, por exemplo, o ‘Meu herói não voltou’. Eu cheguei de madrugada do Maracanã, era Dia dos Pais, e, pensei em escrever um poema. E como naquela época, eu só escrevia ainda aquilo que eu sentia, comecei a escrever sobre as pessoas que conviviam comigo que eram heróis para os seus filhos. Eu comecei e não consegui, até que escrevi a primeira frase ‘Meu herói não voltou’. É um dos poemas que mais gosto, quando postei, em 2013, nós obtivemos quase 400 curtidas e diversas pessoas da oposição, já que trabalho com política em Búzios, comentaram a favor do poema, ficaram sensibilizados com o meu sentimento. 

JS – Você pensa em escrever outros livros?
DN – Minha mãe me criou para dar um passo de cada vez. Ela sempre falou para eu não dar um passo além do que eu possa chegar, um passo de cada vez, se cansou para parar naquele degrau, mas não desistir. Então, tenho poemas para fazer outro livro agora, mas vamos com calma.

JS – É verdade que além de além de Turismólogo, escritor e de trabalhar com política, agora também fez formação de Coaching?
DN – Sim. E eu estou tomando muito cuidado com a relação do Coaching, pois estou em um processo de preparação. Estou indo com calma, estou trabalhando com duas empresas em Búzios, fazendo coaching pessoais e conforme as pessoas estão atingindo suas metas, isso vai me dando gabarito.

JS – Em que área de Coaching você atua?
DN – Coaching de Carreira. Nós temos muitos sonhos, todo mundo tem objetivos e metas. Às vezes, você tem até chance de consegui-los, mas não consegue alcançar por algum motivo. Então, o Coaching trabalha com algumas ferramentas voltadas para que algumas pessoas alcancem as metas pessoais. 

JS – O seu livro vai ser lançado no Shopping, em Cabo Frio. 
DN – Foi lançado no Espaço Zanine, em Búzios, para os meus amigos. Vendemos 105 livros em dois dias de evento. E meus amigos falavam que conhecem escritores com super nome que vendem 50. E o meu evento foi só do livro, não foi um evento agregado. As pessoas saíram de suas casas, se arrumaram, pegaram van e foram até lá me prestigiar. E eu fui convidado na semana passada para lançar na livraria Nobel, em Cabo Frio, no próximo sábado, às 17h. Estou muito feliz e o mais legal é que as pessoas estão lendo o livro, elas me enviam mensagens e postam fotos dele em suas redes sociais. 

JS – Já tem outro lugar para lançar?
DN – Fui convidado para lançar em Niterói, em fevereiro, pois a subsecretária de Cultura, a Danielle Nigromonte, escreve na minha contracapa, foi minha professora durante três anos em Búzios, ela é concursada na cidade e foi cedida para lá. As pessoas que eu escolho, são dois na contracapa e um prefácio, são pessoas que colaboraram na minha formação. O Ronaldo Alves, que é professor concursado em Búzios e Cabo Frio, o famoso Lobão, ele que me fez amar Literatura em 2000. A Danielle Nigromonte também escreveu a contracapa, ela esteve presente no lançamento, o Ministro da Cultura também estava lá. O Ministro foi e postou na rede social dele. Fiquei muito feliz. Cada poema escrito foi feito com muito carinho. 


Lançamento do livro em Cabo Frio:
Local: Shopping Parque Lagos - Livraria Nobel
Data: Sábado - Dia 16
Horário: 17h às 22h

Colunistas

Suely Pedrosa - Social Tudo sobre a Região dos Lagos
Ricardo Sanchez - Esportes O espírito da 10 de Zico
Ademilton Ferreira - Política Os bastidores da política