Operação "Força Tarefa" da Prefeitura de Cabo Frio não dura uma semana

A Prefeitura não divulgou, no seu portal de notícias, o custo da obra e o nome da empresa responsável pela operação.

Por Redação JS em 09/06/2016 16h18

Divulgada pela Prefeitura de Cabo Frio como sendo uma operação emergencial com o objetivo de tapar buracos nas Avenidas Assunção e Júlia Kubitschek, as obras realizadas pela Córrego Rico Transporte e Construção Ltda. não duraram uma semana.

 

A Córrego Rico, uma das empresas que mais recebe da Prefeitura – foram R$ 39.795.970,88 até o final de maio – atuou no Centro da cidade na última sexta-feira, dia 3, para resolver problemas no piso asfáltico em frente à Câmara Municipal e ao Palácio Tiradentes, sede do poder Executivo.


 

Coordenadas pela secretaria municipal de Obras, as obras não surtiram os efeitos desejados e os buracos, alvos da operação, voltaram a atrapalhar motoristas e pedestres que passam em frente à sede da Prefeitura. Imagens mostram que o material utilizado pela construtora está ‘esfarelando’, deixando à mostra os buracos.

 


A Prefeitura não divulgou, no seu portal de notícias, o custo da obra e o nome da empresa responsável pela operação.

 

Colunistas

Suely Pedrosa - Social Tudo sobre a Região dos Lagos
Ricardo Sanchez - Esportes O espírito da 10 de Zico
Ademilton Ferreira - Política Os bastidores da política
Vilma Matos - Editorial Famílias destruídas