Paixão de Cristo em Rio das Ostras reúne alunos de teatro, música e dança

Quem for passar o feriado na cidade poderá conferir o espetáculo, que será apresentado em duas sessões na sexta e uma sábado

Por Ascom Rio das OStras em 22/03/2016 18h05

A encenação da Paixão de Cristo é uma tradição em Rio das Ostras e este ano, com título “Que História Contaremos Amanhã?”, será apresentada em duas sessões na sexta-feira, 25, às 19h e 21h, e uma sessão no sábado, 26, às 20h, no Teatro Popular. O espetáculo será encenado por professores e alunos do Centro de Formação Artística de Música, Dança e Teatro, unidade da Fundação Rio das Ostras de Cultura. Para retirar o ingresso, que já está disponível na bilheteria, é preciso entregar um quilo de alimento não perecível.

 

Depois de adotar diferentes formas estéticas e contar com a participação de artistas profissionais locais e até de atores “globais”, desde 2015 a Paixão de Cristo passou a ser realizada por professores e alunos do Centro de Formação Artística. No elenco, 80 alunos dos cursos técnico e preparatório de Teatro, técnico e básico de Música e do curso técnico de Dança contam essa bela história de amor e fé. Foram escalados três elencos diferentes que se apresentam nas diferentes sessões do espetáculo.

 

Ao ser realizado dentro do ambiente de ensino, por alunos e professores, todo processo de montagem, que inclui leituras, ensaios, marcações de palco, músicas e coreografias, se transforma em conteúdo de aula. Desta forma o espetáculo se insere dentro do planejamento pedagógico do Centro de Formação.

 

“Recontar uma história que sobrevive ao tempo é um grande desafio. Ficamos tentados, como artistas, a criar algo novo. Mas o público não precisa de algo novo quando se trata da história da paixão, morte e ressurreição de Jesus. O público vem ao teatro justamente, para se emocionar com essa já conhecida história de fé. Diante disso, o que pretendemos é lançar uma reflexão. Que história contaremos amanhã? Isso vai depender do que você enxerga quando olha para a cruz”, explica o diretor e autor do texto, Reynaldo Barreto Lisboa.

 

 

Colunistas

Suely Pedrosa - Social Tudo sobre a Região dos Lagos
Ricardo Sanchez - Esportes O espírito da 10 de Zico
Ademilton Ferreira - Política Os bastidores da política
Vilma Matos - Editorial Violência desenfreada