“Para Alair, o rémedio é a justiça”, diz Alessandro Teixeira

O Prefeito de Cabo Frio, Alair Corrêa, esteve, na última terça-feira, dia 20, na Câmara dos Vereadores, para esclarecer boatos sobre o seu governo. Contudo, em um determinado momento, o prefeito começou a falar dos meios de comunicação que o atacam e comparou o jornalista, professor, blogueiro, Alessandro Teixeira, ao ex-diretor da Petrobras, Nestor Cerveró, por conta da deficiência visual de ambos.

Por Matheus Ferreira em 24/10/2015 15h43

JS: Alessandro Teixeira, que é Jornalista, é professor de Língua Portuguesa e teve seu nome muito comentado na cidade nesta semana após a fala do Prefeito Alair Correa na Câmara e que atingiu de cheio a ele, que trabalha na Rede Estadual dando aulas. Como você viu aquele momento, você acreditou naquilo tudo que o prefeito falou ou achou que era um Sonho?


AT: Na verdade eu acreditei, toda vez que ele se sente incomodado com uma pessoa que pensa e age diferente dele ele parte pro ataque, aliás a imprensa mesmo já se encarregou de noticiar diferentes do prefeito. Eu tinha plena convicção que estava no lugar certo, ouvindo as coisas certas da pessoa certa, não quer dizer que as palavras socialmente e legalmente elas sejam certas, porque o prefeito escolheu seguir uma linha de raciocínio e eu até li em um veiculo dizendo que o prefeito cometeu uma gafe, não é gafe, gafe é aquilo que acontece no momento, é um acidente de percurso, quando se comete um deslize, e ninguém me tira da cabeça que o prefeito foi para o plenário da Câmara já com seus alvos definidos, que sou eu e o meu amigo Rafael Peçanha. As palavras do prefeito não determinam meu tamanho, o meu trabalho, o meu caráter e a minha honra, que ele buscou qualificar com discurso de ódio, de discriminação e preconceituoso tentando me diminuir pela minha deficiência visual, então eu tenho a 27 anos essa deficiência no meu olho esquerdo e carrego essa marca, porque já que estava trabalhando, eu tenho 38 anos, trabalho a 30, desde os 8 anos na minha cidade de Cabo Frio, então as palavras do prefeito já eram esperadas, do Prefeito Alair Francisco Correa a gente pode esperar qualquer tipo de palavra, parece que ele não consegue frear o seu pensamento e a sua língua quando vai atacar aquelas pessoas que ele determina como oposição, o que é estranho, porque eu não faço oposição ao prefeito, porque eu não tenho interesse político, o que eu faço é divulgar o que ele faz questão de esconder.


JS: Você é o assessor do vereador Aquiles Barreto, que diz que é oposição, você também faz oposição ao prefeito?


AT: Não, não faço, a minha relação com Aquiles Barreto é uma relação de amizade, é uma relação fraterna e eu tenho uma assessoria parlamentar, técnica na Câmara de Cabo Frio, para analisar todos os processos que chegam na Comissão de Políticas Públicas, comissão que o Aquiles é o presidente, então em todos esses processos eu sou convocado por Aquiles para analisa-los, arquivar as informações, fazer relatórios e conduzir o gabinete, então não é um trabalho político e nem um trabalho de oposição sistemática, o Aquiles Barreto nunca sentou comigo para determinar qual vai ser a pauta a ser veiculada na rádio que eu estou a 6 anos, ou no programa Radar Público que eu tenho na Jovem TV e nem no meu blog Alessandro Texeira, a pauta dos veículos de comunicação onde eu participo, ela não é discutida com o  Aquiles e com qualquer político que seja, a pauta é definida por mim e definida em conjunto com as pessoas que nos procuram, via WhatsApp que mandam denuncia do descaso da Prefeitura de Cabo Frio e outras prefeituras da Região, então essa pauta é foi por muitas mãos e muitos olhos, menos com a participação de Aquiles.


JS: Você diz que ele já vem lhe atacando a algum tempo no facebook, alguma atitude será tomada? Vai entrar na justiça contra o prefeito?


AT: O prefeito já brincou com minha deficiência várias vezes, até quando ele tentava ser prefeito e pedia perdão a todo mundo, tentando vender a ideia de um homem renovado, tinha um jornal, que era o Lagos Jornal, que fazia parte do grupo de comunicação do empresário Alair Francisco Correa, e já fazia piadinhas em entrevista que ele dava aquela época, e eu tenho essa reportagem, agora num mundo mais moderno, com a tecnologia, ele repetidas vezes, usou o facebook dele para tentar me diminuir pela minha deficiência, que, aliás, é de uma covardia sem precedentes, você medir a pessoa pela deficiência que ela tem e a partir disso você a desqualificar, já mostra que essa pessoa não está perfeitamente ajustada na sociedade que vivemos e que respeitar o próximo é o primeiro mandamento que temos para considerar um bom cidadão, e isso vindo de um prefeito então... E dessa vez, o prefeito achou por bem, na Tribuna da Câmara, na casa de leis do poder legislativo, atacar a minha honra, atacar a mim pessoalmente e envolvendo a gente da minha família. Nunca eu me dirigi ao prefeito Alair Francisco Correa, nem a qualquer pessoa que seja, para tentar desqualifica-la, ou envolvendo a família dessa pessoa, porque a família é nosso porto seguro, e você não brinca com a base de ninguém, a minha família é minha base e o prefeito achou por bem atacar também a minha família, das outras vezes a gente deixou passar, considerando até que era fruto de uma emoção, porque o prefeito ler um comentário em alguma blog trazendo dados da prefeitura pelo blog e ele respondia, sempre entendi isso como um debate público, ainda que o prefeito tentasse se valer da minha deficiência para me atacar, mas dessa vez, além de atacar a mim ele atacou a minha família, se o problema é comigo, tem que ser resolvido comigo, eu escolhi a vida que eu tenho, essa vida de exposição de rádio, TV e internet e sempre trazendo assuntos palpitantes na cidade, essa é uma escolha minha, o prefeito tem que se dirigir a mim e não a minha família. Eu vou continuar respeitando o prefeito Alair Francisco Correa, ele é a nossa autoridade, ele é o prefeito de Cabo Frio e foi eleito democraticamente nas últimas eleições, com uma larga vantagem para o segundo colocado, tudo isso a gente respeita, ele é  o meu prefeito porque é o chefe do executivo municipal cabofriense, não me representa, mas eu respeito Alair Francisco Correa enquanto prefeito porque é a nossa autoridade e eu quero só lamentar e repudiar, porque o que cabe nestas circunstâncias é o que todos já sabem, é o remédio jurídico, a gente não pode compactuar com essa ideia de que alguém ofender o outro, por conta de sua deficiência com discurso visceral, ventilando ódio no Plenário  da Câmara Municipal, isso  não pode ser visto como normal, e a gente vai ter que buscar esse remédio, por na verdade eu não costumo dizer quer é um processo, é um remédio, porque as vezes a pessoa está numa situação complicada e não consegue concatenar sua linha de raciocínio e ela extrapola essa linha, e ela precisa de um remédio, e vamos buscar em relação  atitude do prefeito e é bom frisar isso, é pela atitude do prefeito, esse remédio jurídico, que ele entende bem, já que ele se diz formado em direito, então sabe como funciona essas coisas.

Tópicos: Alair Correa

Colunistas

Suely Pedrosa - Social Tudo sobre a Região dos Lagos
Ricardo Sanchez - Esportes O espírito da 10 de Zico
Ademilton Ferreira - Política Os bastidores da política
Vilma Matos - Editorial Outubro Rosa