Plano de Ordenamento da orla de Iguaba Grande é debatido

Marinha e Prefeitura promoverão a fiscalização do tráfego de embarcações que possam colocar em risco a integridade física dos cidadãos

Por em 17/06/2016 11h13
O crescente desenvolvimento da atividade náutica e de esporte e recreio vêm gerando preocupação com o aumento no número de acidentes envolvendo pequenas embarcações e banhistas na Lagoa. Desta forma, considerando a necessidade de diversos órgãos nas esferas Federal, Estadual e Municipal atuarem de forma conjunta, a fim de tornar nossas águas mais seguras, a Prefeitura de Iguaba Grande e a Agência da Capitânia dos Portos em Cabo Frio resolveram unir esforços de modo a agir na prevenção de acidentes envolvendo embarcações, pescadores e banhistas.
 
Este convênio, que será celebrado entre o município de Iguaba Grande e a União, representada pela Marinha do Brasil, por intermédio do comando do 1º Distrito Naval, visa à cooperação técnica entre Marinha e Município, que promoverão a fiscalização do tráfego de embarcações e dos equipamentos náuticos em geral que possam colocar em risco a integridade física dos cidadãos nas praias do município e respectivas áreas adjacentes.
 
Diversas metas estão enumeradas dentro do termo de compromisso que está sendo debatido, analisado e em breve será homologado. Dentre elas, introduzir a distribuição de material de divulgação e de conscientização em marinas, clubes náuticos, condomínios e restaurantes localizados no entorno da orla, colocação de placas explicativas de regras de acesso e procedimentos de uso responsável para banhistas e praticantes de esportes náuticos, promover a conscientização dos praticantes de esporte e/ou recreio náuticos, quanto à necessidade de habilitação dos condutores, do uso do material de salvatagem, e dos riscos em geral de navegação próximo a praia e diversas outras ações que promoverão a conscientização e segurança de moradores e turistas.
 
Vale Ressaltar que Iguaba Grande será o primeiro município a ter a possibilidade de assinar o Convênio, sendo uma iniciativa de grande importância para a cidade que contará com o apoio da Capitânia dos Portos para uma maior efetivação destas fiscalizações que segundo o Secretário de Meio Ambiente, Paulo Sérgio da Cunha, já vêm acontecendo pela Orla da Lagoa, através da lei 1028 de 2010, que, “cria o plano de uso das áreas adjacentes às praias lacustres do município e dá outras procedências”. 

“O município de Iguaba Grande, foi o primeiro a se preocupar em nomear todas as suas praias, a determinar quais espaços podem ser utilizados para entrada e saída de embarcações e quais áreas podem ser exploradas por dispositivos aquáticos flutuantes (Pedalinho, caiaque, banana-boat, etc). Todas essas áreas foram georeferenciadas. E esta parceria com a Capitânia só irá agregar mais na segurança dos banhistas e todos que utilizam da Lagoa”, concluiu o secretário.

Colunistas

Suely Pedrosa - Social Tudo sobre a Região dos Lagos
Ricardo Sanchez - Esportes O espírito da 10 de Zico
Ademilton Ferreira - Política Os bastidores da política
Vilma Matos - Editorial Corrupção sem fim!