Polícia diz ter identificado mulher que abandonou bebê numa caixa de papelão em Maricá

Mulher vai responder em liberdade por abandono de incapaz. Criança está internada e sob a tutela do Juizado da Infância.

Por Redação JS em 16/08/2016 13h57

A Polícia Civil afirma ter identificado a mulher que abandonou o próprio filho na rua, em Maricá, na última quinta feira (11). O caso começou quando o servente de pedreiro, Leandro da Silva, achou um bebê recém-nascido em uma caixa de papelão, no caminho para o trabalho.


A suspeita foi encaminhada para a 82ª DP nesta segunda-feira (15). De acordo com informações do delegado Júlio Cesar Mulatinho Neto, ela confessou o crime durante o depoimento. Segundo a Polícia, a mulher foi acusada por abandono de incapaz e irá responder o inquérito em liberdade. A pena para este caso varia de seis meses a três anos de prisão. Não foi informado se a suspeita chegou a revelar os motivos que levaram ao abandono.


Após confessar o crime, a mãe da criança foi encaminhada para o Posto Regional de Polícia Técnico e Científica (PRPTC) de Niterói, onde fez exame de corpo de delito para comprovar se ela esteve grávida. Também não foi informado se a gestação já foi confirmada.

 

O bebê segue internado no Hospital Municipal Conde Modesto Leal, e está sob a tutela do Juizado da Infância e da Juventude, que definirá sua guarda.

 

 Leandro chegou a afirmar que quer adotar o recém-nascido.

 

O caso mobilizou os funcionários do hospital, que estão fazendo doações de roupas, fraldas e leite em pó para o menino.

Colunistas

Suely Pedrosa - Social Tudo sobre a Região dos Lagos
Ricardo Sanchez - Esportes O espírito da 10 de Zico
Ademilton Ferreira - Política Os bastidores da política
Vilma Matos - Editorial Infarto - Editorial JS