Polícia estuda exumar corpo de jovem morta pelo namorado para confirmar gravidez

A polícia estuda a possibilidade de exumar o corpo da estudante Vitória de Souza Barbosa, de 15 anos, morta pelo namorado em uma praia de Rio das Ostras.

Por Redação JS* em 27/07/2016 19h09

A polícia estuda a possibilidade de exumar o corpo da estudante Vitória de Souza Barbosa, de 15 anos, morta pelo namorado em uma praia de Rio das Ostras, na Região dos Lagos. Após entregar-se às autoridades, nesta terça-feira, o jovem, de 16 anos, informou que a menina estaria grávida de três semanas, o que teria motivado uma briga entre o casal. Como a necropsia não apurou a existência de uma gestação, a hipótese da exumação não está descartada.


— Estamos analisando — informou a delegada Juliana Rattes, titular da 128ª DP (Rio das Ostras), responsável pelas investigações.


O namorado da vítima apresentou-se na 74ª DP (Alcântara), em São Gonçalo, na companhia de parentes e advogados. Aos agentes, ele confessou o crime, mas alegou que não tinha a intenção de matar a menina. Na versão do menor, Vitória teria dito que se mudaria para a Europa e o impediria de ver a criança que esperava, além de exigir na Justiça uma pensão. A jovem também teria ameaçado contar às duas famílias que o namorado é usuário de drogas.



O adolescente admitiu ter aplicado, então, um golpe do tipo “gravata”, por cerca de 40 segundos, abandonando, em seguida, Vitória desacordada em um ponto ermo da Praia da Joana, em Rio das Ostras. Segundo a 128ª DP, porém, amigas da menina relataram que o namorado queria que ela fizesse um aborto, e que isso poderia ter motivado o crime.


— Vamos ouvir algumas testemunhas e reinquirir outras para apurar essas versões — disse a delegada Juliana Rattes.


A adolescente foi morta no dia 19 de julho, mas o corpo só foi encontrado no último sábado, quando a menina completaria 16 anos. Moradora de Macaé, ela saiu de casa justamente para encontrar o namorado na cidade vizinha. O rapaz chegou a compartilhar em redes sociais uma postagem do pai de Vitória, que é policial militar, pedindo informações sobre o paradeiro da filha.



*Fonte: Jornal Extra

Colunistas

Suely Pedrosa - Social Tudo sobre a Região dos Lagos
Ricardo Sanchez - Esportes Dupla vascaína
Ademilton Ferreira - Política Os bastidores da política
Vilma Matos - Editorial Alvo humano