Polícia Militar realiza ação na Região dos Lagos para buscar "Fat Family"

Criminoso foi resgatado do Hospital Souza Aguiar no dia 19 de junho.

Por Redação JS em 28/06/2016 12h04

Vinte e sete batalhões da Polícia Militar faziam na manhã desta terça-feira (28) uma megaoperação para encontrar o traficante Nicolas Pereira de Jesus, o Fat Family, resgatado do Hospital Souza Aguiar, no Centro do Rio. A ação ocorria em diversas comunidades da capital, Região dos Lagos e Baixada Fluminense. Um homem morreu durante um confronto com policiais do Batalhão de Irajá no Morro do Chaves, na Zona Norte.

 

Balanço das operações


Em nove dias de operações policiais intensificadas no Rio para prender o traficante 'Fat Family' e os autores das mortes de dois policiais militares, em Cordovil e na Pavuna, e da médica na via Dutra no acesso à Linha Vermelha, policiais militares de mais de 30 batalhões, em média, tem realizado ações em toda Região Metropolitana.

Já foram feitas varreduras em mais de 50 comunidades, com um total de cinco criminosos mortos, 126 presos e 22 apreendidos e 348 veículos também localizados durante as ações policiais. Ainda durante as operações da PM em diferentes favelas e morros, foram apreendidas mais de duas toneladas de drogas, 33 armas, sendo oito fuzis e mais 10 réplicas de pistolas e fuzis, 12 granadas e 14 máquinas caça-níqueis.


Resgate no Souza Aguiar


Uma ação ousada durante a madrugada de domingo (19) resultou no resgate do traficante de drogas Nicolas Labre Pereira de Jesus de dentro do Hospital Municipal Souza Aguiar, a principal unidade de emergência no Centro do Rio e será referência durante Olimpíada.


Segundo informações da PM, um  grupo de criminosos chegou ao hospital numa ação quase cinematográfica: em quatro motos e cinco carros e armados com fuzis, pistolas e explosivos.


O objetivo era conseguir libertar o suspeito que estava sob a custódia de quatro policiais militares. Durante o ataque, que aconteceu por volta das 3h15, uma pessoa morreu e outras duas ficaram feridas.


O criminoso, conhecido como "Fat Family", seria um dos chefes do tráfico de drogas no Morro Santo Amaro, no Catete, Zona Sul da cidade. Ele estava internado desde a última segunda-feira (13) quando ficou ferido em um confronto com a polícia.

Colunistas

Suely Pedrosa - Social Tudo sobre a Região dos Lagos
Ricardo Sanchez - Esportes Dupla vascaína
Ademilton Ferreira - Política Os bastidores da política
Vilma Matos - Editorial Alvo humano